19 Janeiro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioEmpresasJaime Almeida “Estamos satisfeitos, mas não surpreendidos porque o crescimento do Stand...

Jaime Almeida “Estamos satisfeitos, mas não surpreendidos porque o crescimento do Stand Jasma tem sido progressivo”

Empresa do Seixal, especializada na distribuição de material de ciclismo, está no 176.º lugar do ranking

 

- PUB -

O Stand Jasma figura no Ranking das 500 Maiores Empresas do Distrito de Setúbal no 176.º lugar. Jaime Almeida, administrador da empresa especializada na distribuição de material de ciclismo para lojas e oficinas não podia ser mais assertivo na reacção a este resultado.

“Estamos satisfeitos, mas não surpreendidos. O nosso crescimento tem sido progressivo, baseado numa estratégia de aposta em marcas de elevada qualidade e de grande prestígio, ao que juntamos os nossos serviços técnicos, comerciais e logísticos de grande proximidade, eficiência e rapidez. A nossa preocupação passa por fazer sempre mais e melhor e por sermos úteis e imprescindíveis para os nossos agentes”, disse.

- PUB -

A empresa tem 44 anos de existência e Jaime Almeida revela os segredos para tamanha resiliência. “Somos uma empresa que procura constantemente investir na sua modernização em todas as áreas, na digitalização (onde, no nosso sector, fomos pioneiros em Portugal com vendas e serviços online B2B há mais de 15 anos), na constante procura de soluções logísticas e outras que nos permitam ser mais produtivos e rentáveis”.

Apesar do estatuto já alcançado, o objectivo é atingir ainda outros patamares, aponta o empresário. “Temos potencial para continuar a crescer de forma gradual e sustentada. Esta perspectiva de crescimento é muito baseada no contínuo crescimento da procura de formas de vida mais sustentáveis e saudáveis, onde a bicicleta tem um papel determinante, na nossa equipa de trabalho que tem um nível elevado de conhecimento do negócio e claramente nas nossas marcas, em especial a SCOTT, que representamos de forma exclusiva há 25 anos em Portugal”.

Num sector tão competitivo, a diferença do Stand Jasma tem essencialmente que ver, segundo o responsável, “com as nossas marcas, o nosso conhecimento e proximidade do mercado, elevado profissionalismo e eficiência”.

- PUB -

Factores que, “juntando a uma equipa que respira e vive o ciclismo de forma apaixonada tem que fazer a diferença”. Em termos estratégicos, apesar das suas origens estarem no concelho de Almada e de estar há cerca de 15 anos no Seixal, a abrangência do Stand Jasma vai bem para lá do Distrito de Setúbal e mesmo além-fronteiras.

“O nosso principal mercado sempre foi Portugal continental, Madeira e Açores, no entanto há mais de dez anos que as exportações têm vindo a crescer e já representam cerca de 15% do nosso negócio”, pormenoriza Jaime Almeida.

Para o futuro os objectivos estão bem definidos, desde logo com a continuada aposta forte na digitalização de todos os serviços; modernização da sede, redesenhando áreas de trabalho maiores, mais modernas e confortáveis que, com o aparecimento da pandemia, passou a ser algo imprescindível para o conforto de todos.

O objectivo é triplicar o espaço dos escritórios para o mesmo número de colaboradores. No horizonte está também o aumento, em cerca de 40%, da área logística, com novas soluções de armazenagem.

“Continuaremos atentos, como sempre, a novas oportunidades quer seja na área da mobilidade urbana, turismo de bicicleta, nas novas bicicletas eléctricas e em todas as áreas de desporto onde as nossas marcas estão inseridas, como por exemplo o Running”, garante Jaime Almeida, quanto à área das vendas.

A finalizar, o empresário deixa uma mensagem de reconhecimento, interna e externa: “Crescimento nas vendas é sempre um objectivo mas queremos dar, como sempre, mais importância ao que nos faz crescer, os nossos clientes e os nossos colaboradores”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Vereador diz que cães vadios fogem com crânios na boca e acusa PS de tratar mal os vivos e pior os mortos

João Afonso volta a criticar serviço nos cemitérios. Autarca do PSD denuncia ossadas lavadas em tanques da roupa e colocadas em caixas de fruta a secar. Nuno Canta diz que é fantasia

Rua José de Groot Pombo encerrada até Abril devido a “exigente e profunda” obra

Intervenção dedicada à reabilitação integral da via, incluindo a construção de passeios mais acessíveis   A Rua José de Groot Pombo, em Setúbal, vai permanecer encerrada...

Mais de 70 lotes de terreno no Bairro Grito do Povo alienados a proprietários de habitações

Os lotes vão ser vendidos a moradores e descendentes directos, que pretendam melhorar as condições de habitabilidade
- PUB -