12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Santiago do Cacém investe 2,8 milhões de euros na área da educação neste ano lectivo

Santiago do Cacém investe 2,8 milhões de euros na área da educação neste ano lectivo

Santiago do Cacém investe 2,8 milhões de euros na área da educação neste ano lectivo

Medidas como oferta de material e refeições escolares servem para melhorar as condições de aprendizagem dos alunos

 

A Câmara de Santiago do Cacém prevê investir 2,8 milhões de euros, neste ano lectivo, num conjunto de medidas como a oferta de material e refeições escolares, para melhorar as condições de aprendizagem dos alunos.

- PUB -

O município referiu, em comunicado, que o pacote de medidas abrange as crianças da educação pré-escolar e do 1.º ciclo que beneficiam de acção social escolar, sendo reservados 130 mil euros para refeições, material escolar e visitas de estudo.

“De um universo de 1.533 crianças da educação pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico, cerca de metade são beneficiários de medidas de acção social escolar, que se traduzem na gratuitidade das refeições escolares ou na sua comparticipação a 50%, e no apoio financeiro para a aquisição de material escolar e para visitas de estudo” explicou.

A autarquia oferece os cadernos de fichas de actividades aos alunos do 1.º ao 4.º ano de escolaridade (40 mil euros), assegura “a totalidade do valor dos passes escolares em transporte público” e garante circuitos especiais de transportes escolares desde o 1.º ciclo do ensino básico e de qualquer escalão de rendimentos. As medidas ao nível dos transportes totalizam 690 mil euros.

- PUB -

A câmara sublinhou, por outro lado, que a rede pública de pré-escolar e de actividades de animação e apoio à família do concelho “tem uma cobertura territorial de 100%”, ou seja, todas as freguesias têm uma resposta pública de jardim-de-infância, respondendo às necessidades de 530 crianças/famílias”.

Em todos estes jardins-de-infância há gratuitidade nas actividades de animação e no apoio à família.

“O funcionamento contínuo de 10 horas diárias, incluindo as interrupções lectivas, dos 15 jardins-de-infância e das suas 28 salas é assegurado por 65 funcionárias da autarquia, entre assistentes de acção educativa e assistentes operacionais”, o que implica um investimento anual de mais de 900 mil euros, precisou o município.

- PUB -

Entre as verbas disponibilizadas para este ano lectivo, houve “um investimento considerável” na aquisição de equipamentos e no melhoramento das condições de funcionamento dos refeitórios e salas de refeições. Estes espaços têm, na maioria, uma gestão directa do município ou partilhada com os agrupamentos de escolas.

“Esta dimensão traduz-se numa equipa de 29 cozinheiras e ajudantes de cozinha, que preparam e fornecem cerca de 265.000 refeições por ano, num investimento na ordem dos 900 mil euros”, lê-se no comunicado.

Estão a decorrer as obras de remodelação do jardim-de-infância de Ermidas-Sado, uma empreitada orçamentada em mais de 140 mil euros.

Além destes investimentos para o ano lectivo 2023/24, foi concluída a requalificação das escolas básicas de Ermidas-Sado e Vila Nova de Santo André, assim como a melhoria de salas do 1.º ciclo e do pré-escolar com ar condicionado, quadros interactivos e computadores com acesso à internet.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -