21 Junho 2021, Segunda-feira
- PUB -
Início Local Santiago do Cacém Hospital do Litoral Alentejano prevê retomar consultas e cirurgias em Março

Hospital do Litoral Alentejano prevê retomar consultas e cirurgias em Março

O Hospital do Litoral Alentejano (HLA), em Santiago do Cacém, vai começar a reduzir o número de camas na enfermaria ‘covid’ e prevê retomar as consultas, cirurgias programadas e de ambulatório em março, foi hoje revelado.

- PUB -

“Estamos com 31 doentes no serviço de internamento ‘covid’ e seis na Unidade de Cuidados Intensivos”, explicou à agência Lusa a presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA), Catarina Filipe.

A mesma responsável indicou também que está a ser preparada “a reversão dos serviços para, a breve trecho, transformar a medicina B em serviço de medicina normal”.

Catarina Filipe revelou que a capacidade de internamento para doentes infetados com covid-19 vai passar de 125 para 41 camas no Hospital do Litoral Alentejano, que serve uma população de cerca de 100 mil habitantes.

- PUB -

Este alívio no número de camas ‘covid’ significa que “já não estamos a ter tanta pressão no internamento” daquele tipo de doentes no HLA, “o que nos dá algum alento”, afirmou, frisando que, nesta fase, a ULSLA vai “apostar em manter pelo menos 41 camas de internamento ‘covid’”.

“Com a libertação das camas para a medicina interna e de alguns recursos humanos, acreditamos, em breve, retomar a atividade assistencial, nomeadamente a cirurgia de ambulatório e a cirurgia programada que tinha sido muito afetada devido à mobilização de recursos humanos para os serviços ‘covid’”, adiantou.

Com a redução de camas no internamento destinado aos doentes com covid-19, Catarina Filipe estima que, já durante o próximo mês, seja retomada “inicialmente a cirurgia de ambulatório”, mas “depois também a cirurgia programada” no HLA.

- PUB -

Quanto às consultas, entretanto canceladas devido à pressão causada pelo internamento de doentes ‘covid’, a responsável disse “acreditar que, a partir de março, seja possível retomar a atividade” de medicina interna “que foi a mais afetada”.

Lusa

- PUB -

Mais populares

Moradores de cooperativas em Azeitão preocupados com leilão das suas casas

Os moradores da Cooperativa de Habitação e Construção Económica Bairro dos Trabalhadores, em Azeitão, foram recentemente surpreendidos com a informação de que as suas...

Burger King abre este Verão na Quinta Fonte da Prata

Novo espaço vai criar 20 postos de trabalho e terá Drive In disponível   O novo restaurante da cadeia norte-americana Burger King, cuja estrutura encontra-se em...

Nuno Pinto: “Para o ano voltaremos a tentar ainda mais fortes”

“Sem sombra de dúvidas, foi a temporada mais complicada da minha carreira”, afirma.
- PUB -