28 Novembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalSantiago do CacémMoinho Municipal da Quintinha de cara lavada

Moinho Municipal da Quintinha de cara lavada

O Moinho Municipal da Quintinha, em Santiago do Cacém, parece novo. Apresenta-se agora de cara lavada, depois de ter beneficiado de uma pintura exterior.

- PUB -

A intervenção, levada a efeito pela Câmara Municipal, teve o objectivo de melhorar o aspecto daquele património e “preservar o edifício que faz parte da memória colectiva” local, lembra a autarquia.

O município sublinha que tem vindo a realizar “ao longo dos anos obras de revitalização daquele espaço”. As mais profundas, adianta, “aconteceram em 2016”. “Nessa intervenção foram substituídas as oito varas e os antigos cabos de aço por cordas novas, bem como as rodas de azinho que permitem a rotação do capelo, tendo sido efectuada a correcção pontual do roço (anel de pedra onde roda o capelo), as madeiras do piso da sala de moagem e foi construída uma nova escada de lanço único em madeira (para ligar os três pisos) e um varandim em madeira”, enumera a edilidade, sobre essaa obra que custou então “32 mil euros” aos cofres municipais.

O Moinho Municipal da Quintinha foi construído antes de 1813 e registado em Novembro de 1871. Operou até 1966, na produção de farinhas para panificação, com o moleiro José Pereira dos Reis.

- PUB -

“Desde 1982 que a autarquia mantém o moinho em funcionamento moendo milho e trigo. Nos últimos anos, este sistema de moagem tradicional tem-se destinado essencialmente a demonstrações lúdico-pedagógicas”, recorda o município, a finalizar.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Cadáver de homem encontrado esta manhã na praia da Torre em Grândola

Corpo deu à costa no Carvalhal, havendo suspeitas de tratar-se de Manuel Arrábida, chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal desaparecido há sete dias

“Tenho a vida completamente destruída”

Os relatos dos funcionários da Palvidas, que mesmo sem ordenados aparecem no trabalho por apreço aos doentes que transportam
- PUB -