28 Junho 2024, Sexta-feira

- PUB -
Palmela é o concelho que vai ter maior aumento de carreiras na Área Metropolitana de Lisboa

Palmela é o concelho que vai ter maior aumento de carreiras na Área Metropolitana de Lisboa

Palmela é o concelho que vai ter maior aumento de carreiras na Área Metropolitana de Lisboa

Município investe 1,65M€ anuais até 2029 no serviço rodoviário e vai contar com 154 linhas, um crescimento de 148%

 

Palmela é entre os 18 concelhos que compõem a Área Metropolitana de Lisboa (AML) aquele que vai beneficiar de um maior aumento na oferta de carreiras rodoviárias, com a implementação de novos autocarros e rotas na referida região. Vai ter 154 linhas, o equivalente a um crescimento de 148%, já a partir de 1 de Junho próximo.

- PUB -

A nova rede, desenhada pela AML e pelos municípios, foi apresentada no passado dia 1, no Pátio da Galé, em Lisboa. E Palmela é um dos primeiros concelhos onde os novos veículos amarelos da Carris Metropolitana vão começar a rolar.

“O concelho de Palmela integra o lote pioneiro, de que fazem parte, igualmente, Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo e Setúbal e [que] entra em operação a 1 de Junho, um mês antes dos restantes [três] lotes [pelos quais estão distribuídos os outros 12 municípios]. A operação está a cargo do consórcio de empresas Alsa Todi, que venceu o concurso público internacional e garantirá 154 linhas”, indica a autarquia de Palmela.

O município adianta que “investe 1,65M€ anuais até 2029” e salienta que terá “o maior aumento na oferta, na ordem dos 148%, para responder às necessidades de ligação entre os diferentes núcleos urbanos e aos hubs de transportes”.

- PUB -

“Depois da forte redução tarifária gerada pelo [passe] Navegante, com poupanças muito importantes para as famílias, este novo passo vem qualificar e reforçar o serviço rodoviário, com mais percursos, paragens e horários, veículos mais modernos, o alargamento da rede de vendas e serviços de apoio e gestão centralizada da informação”, acrescenta a autarquia.

A iniciativa do grupo dos 18 representa “um investimento de cerca de 1,2 mil milhões de euros, que permitirá aumentar a oferta na região metropolitana em cerca de 35%, num total de 820 linhas rodoviárias (130 novas), 2 mil percursos e 1 600 autocarros, acessíveis e, na sua grande maioria, novos ou com menos de um ano”. Isto para “um universo estimado de 2,8 milhões de potenciais utilizadores”.

O arranque das novas concessões de transporte público rodoviário nos 18 municípios, “operadas por quatro empresas, sob uma única marca – Carris Metropolitana – gerida pela Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML)”, permitiu ainda dar a conhecer o fardamento da Carris Metropolitana, com assinatura do estilista Nuno Gama, que reside em Azeitão.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -