31 Janeiro 2023, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaPavilhão Gimnodesportivo da Secundária de Palmela vai ser uma realidade em 2024

Pavilhão Gimnodesportivo da Secundária de Palmela vai ser uma realidade em 2024

Depois de mais de três décadas de espera, lançamento da primeira pedra “baptizada” com a presença do ministro da Educação, João Costa

 

- PUB -

Depois de verem o equipamento encerrado em 2005 e demolido em 2007, os alunos da Escola Secundária de Palmela viveram uma manhã de quarta-feira diferente, ao assistirem ao lançamento da primeira pedra do novo pavilhão gimnodesportivo daquele estabelecimento escolar no concelho palmelense.

Depois de muitos avanços e recuos ao longo das últimas décadas, o processo foi desbloqueado e, se tudo correr de acordo com o previsto, a nova e tão desejada estrutura deverá ser uma realidade na Primavera de 2024, dado que o prazo de execução oficial é de 18 meses.

A obra, promovida pela Câmara Municipal de Palmela, representa um investimento total a rondar os 2,5 milhões de euros, financiado pela autarquia no montante de 1,9 milhões de euros e em pouco mais de 600 mil euros pelo Estado.

- PUB -

Para Álvaro Amaro, presidente do município, este é um dia “emocionante”, de “arranque e de compromisso com futuro”. Marca seguramente, realça, “o início de uma nova fase da vida da escola, mas também da vida social e desportiva da comunidade”.

A autarquia, frisa, assumiu “a parte de leão da obra, porque é uma infra-estrutura que também ficará disponivel à população”.

Passados todos estes anos, lembra o autarca, de “desilusão em desilusão”, depois de muitas moções aprovadas pelos orgãos autárquicos locais, de abaixo-assinados e insistências políticas, o municipio decidiu manifestar a sua disponibilidade para comparticipar “fortemente no investimento e custos de gestão, assumindo com o seu orçamento uma responsabilidade que não era sua”.

- PUB -

Presente na ocasião, o ministro da educação, João Costa, destacou a importância da novo equipamento para alunos, professores e comunidade em geral. O desbloqueio de um longo processo que, elogia, se deve em muito ao papel da autarquia de Palmela.

“Esta é uma obra, como outras que temos feito pelo País, que só possível com a cumplicidade e parcerias com os municípios, que assumiram um papel fundamental, extravazando algumas das competências que tinham à data em que assumiram estes compromissos”.

Esta é, claramente, “uma aposta com visão”. “Quero agradecer ao município de Palmela termos chegado a um acordo para um projecto bem mais ambicioso. Para um pavilhão que serve não apenas a escola, mas toda comunidade”, acrescentou.

Em relação ao compromisso financeiro, João Costa referiu: “A comparticipação do Ministério corresponde à que fazemos noutros pavilhões, que servem apenas a necessidade escolar por todo o país”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Sexta-feliz chega ao concelho para dar “mais tempo” aos funcionários

PartYard decidiu dar as tardes de sexta-feira aos trabalhadores para melhorar o seu rendimento

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado
- PUB -