5 Dezembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaTrabalhadores da Autoeuropa discutem greve por aumento extraordinário

Trabalhadores da Autoeuropa discutem greve por aumento extraordinário

Funcionários analisam possível paralisação de duas horas por turno a 17 e 18 de Novembro

 

- PUB -

Os trabalhadores da Autoeuropa discutem hoje e quarta-feira a possibilidade de uma greve de duas horas por turno a 17 e 18 de Novembro, face à recusa da administração em aceitar uma actualização salarial extraordinária para compensar a inflação.

A Comissão de Trabalhadores (CT) da fábrica de automóveis da Volkswagen em Palmela exige um aumento extraordinário de 5% em Dezembro, com retroactivos desde Julho, para compensar a perda do poder de compra devido à inflação, mas a administração da empresa entendeu atribuir apenas um prémio único de 400 euros, que deverá ser pago este mês de Novembro.

Além da exigência de um aumento extraordinário, a CT da Autoeuropa defende a manutenção da actualização salarial de mais 2% a partir de Janeiro de 2023, tal como está previsto no Acordo Empresa (AE) aprovado em 30 de Março deste ano.

- PUB -

No passado mês de Outubro, o coordenador da CT da Autoeuropa, Rogério Nogueira, em declarações à agência Lusa, considerou que a empresa tinha todas as condições para fazer um aumento salarial extraordinário, naquele que deverá ser o segundo melhor ano de sempre, em termos de produção, da fábrica de automóveis de Palmela, no distrito de Setúbal.

Numa comunicação interna no final de Outubro, a CT considerava que a atribuição de um prémio de 400 euros “para atenuar os efeitos da inflação”, era uma “decisão completamente descabida daquilo que deveria ser a responsabilidade social [da Autoeuropa] para com os seus trabalhadores”.

Caso a proposta de greve seja aprovada nos plenários de hoje e quarta-feira, a greve de 17 e 18 de Novembro será a segunda paralisação por motivos laborais realizada na Autoeuropa ao longo de mais de três décadas de actividade da fábrica de Palmela.

- PUB -

A primeira greve na Autoeuropa – exceptuando as que ocorreram no âmbito de greves gerais a nível nacional – teve lugar em 30 de Agosto de 2017, quando os trabalhadores cumpriram uma paralisação de um dia contra a obrigatoriedade de trabalharem ao sábado, que obrigou a uma paragem de toda a produção da fábrica de automóveis do grupo alemão Volkswagen em Palmela.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -