26 Setembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaProdutores de vinho do concelho de Palmela continuam a somar prémios de...

Produtores de vinho do concelho de Palmela continuam a somar prémios de ouro

Autarquia saúda conquistas alcançadas, que contribuem para a promoção do território

Os vinhos produzidos no concelho de Palmela continuam a somar distinções pela qualidade que oferecem. As premiações de ouro que, ano após ano, vêm sendo coleccionadas com regularidade nos mais diversas certames da especialidade, quer a nível nacional quer internacional, não têm passado despercebidas à Câmara Municipal de Palmela que, no passado dia 24, voltou a saudar algumas das adegas locais pelas conquistas alcançadas.

- PUB -

São disso exemplo a Adega de Palmela, a Casa Ermelinda Freitas e Venâncio da Costa Lima. Os três produtores arrebataram, no total, seis medalhas de ouro e quatro de prata na 9.ª edição dos Prémios Uva de Ouro. A autarquia saudou o feito alcançado “num dos maiores concursos nacionais de prova de vinhos, reconhecido pelo Instituto da Vinha e do Vinho, que reuniu não só um dos mais importantes intervenientes no mercado retalhista, mas também vários meios de comunicação relevantes” de Portugal, tendo juntado “mais de 80 provadores especializados numa prova cega, onde foram avaliadas 600 amostras de vinho”. Não obstante o número elevado de amostras a concurso, “apenas 30% receberam medalhas”, lembrou a edilidade no voto de saudação.

Na mesma reunião, o executivo municipal saudou ainda a prestação da Adega Camolas, da Adega Cooperativa de Palmela e da Casa Ermelinda Freitas no 3.º Concurso de Vinhos Escanções de Portugal, que culminou com a obtenção de sete prémios “Tambuladeira de Ouro – Vinhos de Planície” e “12 Selos de Qualidade Ouro – Vinhos de Planície”. O concurso da Associação dos Escanções de Portugal – entidade que se encontra a celebrar 50 anos de existência – contou cerca de 300 vinhos inscritos. O número de premiados foi limitado a 30% dos participantes.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos
- PUB -