20 Maio 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaÁlvaro Amaro destaca capacidade de concretização de obra no Pinhal Novo

Álvaro Amaro destaca capacidade de concretização de obra no Pinhal Novo

O autarca realça o “investimento sustentado numa das freguesias com maior densidade demográfica no concelho”

 

- PUB -

Álvaro Amaro fez um balanço positivo às visitas de trabalho realizadas, de 14 a 18 deste mês, ao Pinhal Novo no âmbito da Semana das Freguesias. O presidente da Câmara Municipal de Palmela chefiou uma comitiva que integrou técnicos municipais, além de todo o executivo.

“Ficámos satisfeitos com a reacção das pessoas no terreno”, disse o autarca no final da visita guiada de quarta-feira passada. Esta também é uma forma, realça, “de dar a perceber às pessoas a forma séria como fazemos um investimento sustentado numa das freguesias com maior densidade demográfica no concelho de Palmela”.

Uma semana, não tem dúvidas, que “revela a capacidade de concretização que o município tem para esta freguesia”. O autarca frisou a O SETUBALENSE a falta de tempo para mostrar mais projectos, em menos de um dia completo, mas, sugere, “podem ser consultados na página do município”.

- PUB -

O edil dá como exemplos mais significativos os projectos que não puderam ser abordados ao longo desta iniciativa: o lançamento da 2.ª fase do Jardim José Maria dos Santos, a Rua João de Deus, mais infra-estruturas no território periurbano, o sistema de esgotos na Rua da Uva Moscatel, a infra-estruturação de Olhos de Água e um novo parque infantil na Rua Maria Eduarda Ferreira.

No roteiro percorrido que incluiu a passagem por obras icónicas, reclamadas há décadas, como a Ribeira da Salgueirinha, Álvaro Amaro destacou a passagem pelo Monte do Francisquinho “onde está a ser instalada nova centralidade no lado sul, preparada para reforçar a resposta social na freguesia”.

Central fotovoltaica

- PUB -

Mas o presidente considerou o lançamento da 1.ª pedra da nova Central Fotovoltaica de Pessegueiro, Rio Frio, “como ponto alto do dia”. Trata-se de um investimento de 32 milhões de euros.

O projecto do fornecedor de energia suíço EKZ e o promotor de activos de energias renováveis Samartenergy apontam para a criação de 200 novos postos de trabalho durante a fase de construção.

A central terá cerca de 120 mil módulos solares, que serão ligados à rede até ao final de 2022. Com uma capacidade de produção anual de 126.367 MWh, a energia produzida por esta central solar fotovoltaica será suficiente para fornecer electricidade a mais de 26 mil lares, de acordo com as estatísticas de consumo doméstico médio do País.

Álvaro Amaro sublinhou o cuidado do executivo municipal na aprovação destes projectos. “O resgate de carbono conseguido com esta aposta no solar/fotovoltaico em locais criteriosamente estudados não coloca em causa os ecossistemas e também as outras vocações do território, nomeadamente na agricultura, nos produtos endógenos e outros usos do solo”.

No final do dia, o edil lembrou que um novo mandato está a começar com um rumo bem definido. “Estamos no início. Relançar e construir um futuro sustentável nesta freguesia é o objectivo. As pessoas reconhecem o trabalho, nós também reconhecemos alguns problemas, alguns atrasos com as empreitadas, mas prefiro o incómodo com obra e resultados do que chorarmos sobre ‘leite derramado’ e nunca mais termos as coisas concretizadas”, concluiu.

Ribeira da Salgueirinha Autarquia reconhece atrasos numa obra de “parar” o trânsito

A Regularização da Ribeira da Salgueirinha está a demorar mais do que o previsto e o transtorno é evidente, dado tratar-se de um troço com muito tráfego, a ligar Pinhal Novo e Setúbal.

“Atrasos no fornecimento de materiais e falta de pessoal, agravados pelo avanço da pandemia”, foram alguns dos imponderáveis que atrasaram os trabalhos, explicou a autarquia.

A Câmara de Palmela prevê que a EN 252 seja reaberta ao trânsito em Março. Na passagem hidráulica sob este troço da estrada já está concluída a betonagem das zonas de transição. Na próxima fase da obra serão executadas as camadas de sub-base, base e desgaste na faixa de rodagem.

O novo atravessamento na EN 252 tem como objectivo evitar a concentração de água e inundações, que ocorrem sempre em situações de grande pluviosidade, as quais tendem a agravar-se devido às alterações climáticas.

A empreitada, complexa, “mas de grande mais-valia ambiental”, abrange cerca de cinco quilómetros, 12 atravessamentos hidráulicos, com diversos métodos construtivos e depende de muitas entidades.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Dez dias de música em vários palcos da cidade de Setúbal com os melhores sons e vozes

O festival arranca com Pedro Abrunhosa, atravessa vários artistas e termina com Cuca Roseta

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva
- PUB -