29 Setembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalPalmelaSecretário de Estado apadrinha inauguração de empresa de M€3 no Parque Industrial...

Secretário de Estado apadrinha inauguração de empresa de M€3 no Parque Industrial da Autoeuropa

João Neves tem confirmada presença na cerimónia que se realiza nesta quinta-feira. Novacoat já funciona e prevê criar mais 30 postos de trabalho em 2022

 

- PUB -

O secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, vai apadrinhar na próxima quinta-feira, pelas 16h30, a inauguração oficial da empresa Novacoat, instalada no Parque Industrial da Autoeuropa.

O projecto, que representou um investimento superior a três milhões de euros, “alia inovação tecnológica a um serviço altamente especializado, assumindo-se como uma solução diferenciadora no tratamento de superfícies e pintura para a indústria automóvel”, explica a empresa, em nota de Imprensa.

A Novacoat já se encontra a funcionar no parque da Autoeuropa e “conta, de momento, com 15 colaboradores”, mas estima “criar mais 30 postos de trabalho até 2022”. E apresenta-se como “um projecto que reúne a experiência do grupo de Leiria DRT – com mais de 27 anos no sector de moldes e plásticos – à de três parceiros associados (cada um deles com mais de duas décadas de saber na indústria de pintura de peças plásticas e tratamento de superfícies)”.

- PUB -

O grupo DRT, sublinha a empresa na mesma nota, foi fundado “em 1994, na região de Leiria, e é constituído actualmente por 11 empresas e um universo de mais de 180 colaboradores”.

Além do governante, a cerimónia de inauguração vai contar ainda com as presenças de Luís Mira Amaral e do presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Balseiro Amaro, entre outras individualidades.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -