16 Agosto 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalMoitaReconversão viária da ex-estrada nacional avança na Baixa da Banheira

Reconversão viária da ex-estrada nacional avança na Baixa da Banheira

Trabalhos orçados em 1,1 milhões prosseguem a bom ritmo, mas com algum atraso no local

 

- PUB -

A reconversão viária que se encontra em curso na zona 30 da ex-estrada nacional, na Baixa da Banheira, prossegue a bom ritmo, estando actualmente executados mais de 40% dos trabalhos previstos, com a criação de mais lugares de estacionamento, pequenas alterações nesta artéria do concelho da Moita e reposicionamento de alguns espaços para aumentar os pontos do parqueamento automóvel.

Presentemente, os trabalhos encontram-se em curso frente à estação de comboios desta vila, apesar da intervenção ter sofrido um atraso devido ao “aumento dos custos dos materiais”, informou Bárbara Dias, presidente eleita pelo PS nesta União de Freguesias.

Trabalhos estão em curso frente à estação ferroviária da CP

A empreitada, iniciada frente ao centro de saúde, levou à criação de um amplo espaço para paragem de viaturas, junto ao posto de combustíveis ali existente, tendo os autocarros durante a intervenção, utilizado outras vias para regressar ao ponto que se encontra a ser intervencionado.

- PUB -

A adjudicação da obra, recorde-se, teve lugar em Março de 2021, durante uma reunião camarária realizada no anterior executivo, liderado pelo ex-presidente e actual vereador da CDU, Rui Garcia. A operação, recorde-se, tem como principais objectivos a acalmia do tráfego nesta zona da freguesia e a redução da velocidade praticada no local, com a alteração das zonas de paragem dos autocarros fora da faixa de rodagem, tendo parte dos comerciantes chegado “a queixarem-se pelo facto de não terem sido ouvidos” sobre esta matéria.

De acordo com a autarquia moitense, no final dos trabalhos, a intervenção – com um valor superior a 1,1 milhões de euros –, permitirá “o aumento dos lugares de estacionamento e das áreas de passeio”, assim como uma “melhoria das condições das infraestruturas existentes” e dos espaços arbóreos ali situados, para redução das emissões de CO2.

A obra continua a decorrer numa área total de cerca de 2,8 hectares, e insere-se no âmbito do PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, que diz respeito à mobilidade sustentável, sendo cofinanciada por fundos comunitários do programa Portugal 2020.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Mulher morre em colisão entre dois veículos em Grândola

Uma colisão frontal entre dois veículos ligeiros na Estrada Nacional 261, no cruzamento do Carvalhal, provocou, esta tarde, um morto e dois feridos graves.

Discussão entre dono de restaurante e cliente termina com perseguição e tiros

Em causa está uma discussão entre o proprietário do restaurante e um cliente, que terá insultado a sua companheira.
- PUB -