2 Outubro 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalMoitaDia da União celebrado por Junta com festa no Fórum da Baixa...

Dia da União celebrado por Junta com festa no Fórum da Baixa da Banheira

Carlos Albino sublinha vontade de combater desigualdades

 

- PUB -

A União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira celebrou o Dia da União, no último sábado, no auditório do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo, para assinalar a data em que, há nove anos, foi publicado o decreto-lei que reorganizou administrativamente este território, dando origem à actual terminologia que identifica ambas as localidades.

Além da anfitriã deste órgão autárquico, Bárbara Dias, o evento contou ainda com as presenças de Paulo Alfama, presidente da Assembleia de Freguesia, e do presidente da Câmara da Moita, Carlos Albino, que considerou que este dia, mesmo não tendo sido desejado por todos, celebra “a vontade de construir pontes e o querer realizar trabalho em prol da população”. Na altura, o autarca enalteceu “a força e a resistência” daquela comunidade em ultrapassar obstáculos, realçando que tudo fará para “atenuar as desigualdades” existentes.

“Nesta terra singular vai-se muitas vezes buscar coragem, força e resiliência, na parte mais profunda do ser, pois aqueles que aqui crescem, cedo percebem que a vida é desigual”, destacou. “Como autarcas cabe-nos combater as desigualdades e promover o igual acesso de oportunidades para que todos possam atingir o seu potencial”, acrescentou Carlos Albino. O autarca moitense referiu ainda a importância do trabalho conjunto da edilidade com a Junta, na construção de um futuro melhor, não apenas para “aqueles que agora chegam, mas, sobretudo, para os que aqui cresceram”, sublinhou.

- PUB -

Por sua vez, a presidente Bárbara Dias frisou que o actual território, outrora formado por duas freguesias autónomas, com identidades e culturas diferentes, acabaria por sair lesado de uma “reorganização a régua e esquadro que prejudicou e muitas as populações”. Na sua perspectiva, “é indubitável que mais cedo ou mais tarde nos debrucemos sobre a reposição das duas freguesias, a qual defendemos”, precisou.

Festa contou demonstração de capoeira pelo Grupo Muzemza

Manter vivas as memórias e as pontes criadas

Durante a sua intervenção, a responsável realçou alguns dos aspectos que unem a Baixa da Banheira e o Vale da Amoreira. “Ambas têm desportistas de renome [e] valores de solidariedade vincados na sua génese”, disse, lembrando que as duas localidades “acolheram [e] acolhem pessoas que vieram em busca de oportunidadesr fim, assinalou que a vila banheirense é culturalmente rica. Terra de fadistas e de grupos de cantares alentejanos, é também o berço da banda Ibéria – que completa 35 anos de carreira –, e que foi brindada com uma medalha de mérito. Já o Vale da Amoreira destaca-se na área da arte urbana do grafitti, onde os artistas podem expressar-se livremente, embelezando as ruas da terra. “Independentemente do que o futuro nos possa reservar, queremos manter vivas as memórias e as pontes criadas pelas gentes desta União”, concluiu a autarca.

- PUB -

A animar a iniciativa, para satisfação de todos os presentes, esteve a Escola de Jazz do Barreiro e o Grupo Muzemza, com uma demonstração de capoeira que a todos encantou.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima
- PUB -