20 Maio 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalMoitaCâmara da Moita sensibiliza alunos de escolas onde recolha de biorresíduos já...

Câmara da Moita sensibiliza alunos de escolas onde recolha de biorresíduos já é uma realidade

Iniciativa pretende cativar crianças e famílias para as boas práticas ambientais

 

- PUB -

O município da Moita está actualmente a realizar acções de sensibilização nas escolas das zonas abrangidas pelo projecto municipal de recolha de biorresíduos, com o objectivo de cativar as crianças para esta temática e disseminar as boas práticas ambientais junto das respectivas famílias.

A iniciativa, adianta a autarquia, surge no âmbito do projecto-piloto que se encontra em execução no território e que apela à população para a necessidade de redução, reutilização e reciclagem dos resíduos urbanos em parte do concelho.

Nestas sessões é feita uma abordagem lúdica e pedagógica e explicada a forma correcta de separar este tipo de resíduos, assim como o processo de transformação dos restos orgânicos em fertilizantes destinados à agricultura e jardinagem.

- PUB -

Durante as acções realizadas, os alunos são chamados à atenção para “a importância de todos” colaborarem neste processo e, no final, é oferecido um pequeno vaso com o produto final resultante da transformação dos biorresíduos – o composto –, onde por sua vez podem semear ervas aromáticas e outras plantas autóctones fáceis de germinar, para perceberem todo o ciclo de recolha porta-a-porta e de valorização do mesmo.

Para a autarquia local a experiência “tem sido muito positiva”, assim como “a receptividade dos alunos a esta iniciativa”, sendo que os professores consideram esta “uma mais-valia para o ensino e aprendizagem das temáticas ambientais e para a criação de cidadãos mais conscientes e responsáveis [de futuro]”.

O projecto, recorde-se, avançou recentemente no terreno com a recolha pela câmara a incluir, numa primeira fase, as zonas do Chão Duro e Broega, em cerca de 240 habitações unifamiliares de munícipes.

- PUB -

De seguida, a operação camarária irá estender-se às freguesias de Sarilhos Pequenos, Gaio-Rosário e Alhos Vedros, concretamente, às zonas das Arroteias, Bairro Francisco Pires, Rego d’Água e Cabeço Verde, nos limites do território.

Técnicos ajudam moradores sobre processo de recolha

Os moradores das zonas abrangidas começam por ser contactados por técnicos devidamente identificados da empresa SUMA, contratada pela autarquia moitense para assegurar a entrega dos contentores, e esclarecer a população acerca de todas as questões relativas ao processo de recolha dos restos de comida e resíduos de jardim.

A operação é efectuada pela Câmara, porta-a-porta e duas vezes por semana, em dias comunicados com antecedência aos residentes aderentes.

O projecto, acrescente-se, resulta de uma candidatura do município ao POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, cofinanciado pelo Fundo de Coesão no âmbito do programa Portugal 2020, e tem como principais objectivos o cumprimento das metas europeias e nacionais em matéria de recolha selectiva de resíduos, a sua valorização enquanto recurso ou “produto”, a redução de gases com efeito de estufa, a promoção da economia circular e a adopção pelos cidadãos de práticas mais “sustentáveis” e que sejam “amigas do ambiente”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Dez dias de música em vários palcos da cidade de Setúbal com os melhores sons e vozes

O festival arranca com Pedro Abrunhosa, atravessa vários artistas e termina com Cuca Roseta

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas
- PUB -