22 Janeiro 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalMoitaConcluído monumento que homenageia escritora e antifascista Maria Lamas

Concluído monumento que homenageia escritora e antifascista Maria Lamas

Caravela d’Ideias presta homenagem com apoio das autarquias locais

 

- PUB -

A Caravela d’Ideias – Associação das Mulheres de Alhos Vedros, no concelho da Moita, informou que está concluído o monumento à escritora e antifascista Maria Lamas, após “alguns anos de constante perseverança e trabalho”, por uma mulher que “sempre lutou pela emancipação das mulheres portuguesas”, sendo “As Mulheres do Meu País” a sua obra de referência.

Segundo aquela associação, neste monumento “cheio de simplicidade, mas com muito significado”, em cada um dos seus quatro módulos/bancos, podem ler-se algumas frases da escritora, que traduzem a sua postura social e política, e na parte central, uma caneta que simboliza a palavra escrita.

Instalado na Avenida Humberto Delgado, na mesma freguesia, junto à creche “O Charlot”, o monumento tornou-se realidade através do “apoio incondicional” das figuras femininas que sempre acompanharam, tanto a Comissão das Mulheres de Alhos Vedros como, posteriormente, a associação Caravela d’Ideias.

- PUB -

Fundamentais foram ainda os apoios logísticos da junta liderada pela presidente Eli Rodrigues e da Câmara Municipal da Moita, tendo a associação se orgulhado por ter contribuído com este monumento para o engrandecimento do património cultural da freguesia, esperando agora que a população o saiba “usufruir e preservar”.

De acordo com nota divulgada por aquela associação, a inauguração do monumento vai acontecer em data a divulgar dado que, nesta altura e devido à pandemia, tal momento ainda não poderá ser possível concretizar. Todavia, a Caravela d’Ideias convida a população a visitar esta memória à vida e obra da escritora.

A informação, avançada na semana em que se comemorou o Dia Internacional da Mulher, acontece na mesma altura em que o presidente daquele município, Rui Garcia, emitiu uma nota onde realça a importância da igualdade de direitos. O autarca moitense destaca que estas comemorações coincidem com um momento “vivido em circunstâncias difíceis, em resultado da pandemia e da crise económica e social que lhe está associada”, tendo sublinhado que se torna evidente “a importância deste dia” e do tema da igualdade de direitos entre homens e mulheres e “o combate a todo o tipo de discriminação entre sexos”, assinala.

- PUB -

“No nosso município há mais trabalhadoras que trabalhadores”

“É reconhecido que em períodos de crise são, em regra, as mulheres as primeiras e as que mais duramente são atingidas, até porque são elas que assumem o principal papel como cuidadoras, quer das crianças, quer dos idosos”, realça. Para o presidente, a situação actual “só vem agravar as discriminações que persistem, mesmo sem crise”, nomeadamente, desigualdades no âmbito salarial, no acesso a cargos de direcção, em geral na sociedade e na repartição de responsabilidades e tarefas na vida familiar”.

Rui Garcia lembra ainda que “são as mulheres as principais vítimas de violência doméstica, realidade que continua a ter uma expressão terrível, designadamente no nosso país, e que urge repudiar, combater, eliminar”. O responsável camarário defende igualmente que no município a que preside, e na Administração Pública em geral, a “situação é, apesar de continuarem a existir desigualdades, bastante melhor”, com os salários praticados a serem iguais, ao contrário do sector privado. “No nosso município, há mais trabalhadoras que trabalhadores, há mais mulheres em cargos dirigentes e há, em geral, uma prática de igualdade total entre homens e mulheres”, frisou na mensagem dirigida à população.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Pinhalnovense sem jogadores para jogar fez falta de comparência

A 12.ª jornada do Campeonato de Portugal ficou marcada pela falta de comparência do Pinhalnovense no jogo que deveria disputar em casa com o...

Entrada de luxo dos sadinos foi segredo para vencer U. Santarém e subir ao 2.º lugar

Varela (bisou) e Zequinha fizeram os golos desta quinta-feira no Bonfim

MP acusa médico do Centro Hospitalar de Setúbal de homicídio por negligência em caso de morte de bebé num parto

Os factos ocorreram no dia 06 de Fevereiro de 2018, nos serviços de urgência de obstetrícia e estão relacionados com o parto de um feto morto
- PUB -