23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Lagoa de Santo André foi aberta ao mar para renovação da água e das espécies

Lagoa de Santo André foi aberta ao mar para renovação da água e das espécies

Lagoa de Santo André foi aberta ao mar para renovação da água e das espécies

Operação arrancou às 15 horas desta segunda-feira mas só ficou concluída pelas 18 horas

 

A Lagoa de Santo André, no concelho de Santiago do Cacém, abriu esta segunda-feira ao mar, num processo coordenado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que visa a renovação da água e das espécies.

- PUB -

A operação de abertura da Lagoa ao mar, que este ano foi feita com recurso a duas máquinas retroescavadoras, arrancou cerca das 15 horas e só ficou concluída “por volta das 18h00”, explicou à agência Lusa o presidente da Câmara de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha.

“O objectivo principal desta operação, que é a abertura da lagoa, está concretizado e, agora, esperamos que esteja aberta o maior número de dias possível, sendo que o ideal seria ela estar aberta durante algumas semanas”, disse o autarca.

Este ano, a Lagoa de Santo André apresenta “uma quota elevada” sendo, por isso, expectável que a ligação ao mar permaneça durante alguns dias.

- PUB -

“Este ano, a lagoa tem muita água. Há muitos anos que não tinha uma quota tão elevada e isso também ajuda. Como, neste momento, até já temos aqui um grupo de surfistas que se está a preparar para surfar a onda estática, isso significa que ela está a ganhar caudal e a ganhar força, o que é um sinal importante”, precisou.

Questionado sobre a possibilidade de repetir a operação, caso a lagoa não fique aberta ao mar por um período considerado suficiente para a renovação das espécies e das águas, o autarca considerou ser “ainda prematuro” equacionar essa possibilidade.

“Daquilo que estamos a assistir vai haver claramente algum rejuvenescimento das águas. Quando a maré alterar, vai entrar a água salgada e, depois, veremos se isso se justifica, mas, neste momento, penso que é prematuro estar a fazer essa exigência”, considerou.

- PUB -

No entanto, o autarca referiu que existem “algumas questões”, como o assoreamento da Lagoa de Santo André que continuam a preocupar a comunidade local.

A lagoa “tem bastante areia e isso também tem vindo a prejudicar a forma como a abertura ao mar é feita, uma vez que a comunidade piscatória continua a considerar que deveria haver também uma máquina de rasto para empurrar a areia nas margens do canal”, afirmou.

Tal como em anos anteriores, a operação de abertura do canal, com largura e profundidade suficientes para permitir a ligação ao mar, foi acompanhada por centenas de pessoas que permanecem no areal até à conclusão do processo.

A operação contou com o apoio do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e a colaboração da Capitania do Porto de Sines.

Esta operação acontece todos os anos por altura do equinócio da Primavera e, além do espectáculo que a natureza proporciona, visa a renovação das espécies e a limpeza da água.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -