23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Irmãs de 9 e 10 anos são guerreiras de ouro em desportos de combate

Irmãs de 9 e 10 anos são guerreiras de ouro em desportos de combate

Irmãs de 9 e 10 anos são guerreiras de ouro em desportos de combate

Ana Rita e Ariana Maia somam triunfos nacionais e regionais em kempo e kickboxing, além de praticarem boxe e muay thai

 

Uma tem 10 anos e a outra tem 9. Têm o mesmo apelido, Maia. Ana Rita, a mais “velhinha”, e Ariana são irmãs e estão entre a nata dos jovens praticantes de desportos de combate, sobretudo, na arte marcial de kempo. Têm somado títulos nacionais e regionais e coleccionado medalhas. São as “guerreiras de ouro” de Pinhal Novo, onde residem.

- PUB -

Praticam boxe, kickboxing e muay thai, em representação da Team Target Renegade (TTR) de Pinhal Novo, e kempo, ao serviço da formação da União Desportiva e Cultural de Aldeia do Sobralinho (UDCAS). No último fim-de-semana acrescentaram valor ao medalheiro que têm em casa. Conquistaram mais ouro e prata no Campeonato Regional de Kickboxing disputado em Alenquer. Ana Rita sagrou-se campeã em light contact; Ariana foi vice-campeã na mesma disciplina, mas em categoria diferente de peso.

Mas antes, no Campeonato Regional Centro Sul de Kempo, que decorreu nas Caldas da Rainha a 23 e 24 de Março último, já a dupla pinhalnovense havia conquistado seis medalhas. Ana Rita venceu nas vertentes rumble kids e light kempo, juntando a estes títulos uma medalha de prata em formas mãos vazias (sem armas) e outra de bronze em semi-kempo. Ariana triunfou em rumble kids e arrebatou a prata em semi-kempo (já havia conquistado este ano a Taça Formação em semi-kempo e o 2.º lugar no mesmo troféu mas em rumble kids).

O currículo, porém, é mais vasto se se andar para trás no tempo, até ao início da participação em provas federativas, uma vez que, enquanto atletas federadas, já levam três e dois anos de competição. De 2022 para cá, Ana Rita sagrou-se bicampeã nacional e ganhou a Taça de Portugal, em semi-kempo.

- PUB -

Esta arte marcial, de resto, foi a porta de entrada para os êxitos nos desportos de combate. “Tudo começou com a arte marcial de kempo. Vimos uma demonstração no jardim do Pinhal Novo, agradou-me e elas começaram a frequentar”, conta Marco Maia, pai das campeãs.

Dia-a-dia intenso

Treinam “quatro a cinco vezes por semana”. Conseguem conciliar a prática desportiva com os estudos e até com muito bom aproveitamento. “Dá para conciliar tudo e são boas alunas, são alunas de 4 e 5. Mas a rotina é muito intensa. É acordar, tomar o pequeno-almoço, ir para a escola, sair e ir para o treino, chegar a casa estudar um pouco, jantar e descansar”, adianta Marco Maia, sobre o dia-a-dia da dupla, iniciado na escola “logo às 8 da manhã” e complementado à tarde com “os treinos que podem durar até às 19 horas ou às 20h30”. E nem sempre estão juntas. Ana Rita frequenta a Escola José Maria dos Santos e Ariana anda na Escola António Santos Jorge.

- PUB -

Ainda assim, há tempo para “hobbies”. Mas a ocupação dos tempos livres foge pouco ao estudo e à verdadeira paixão – os desportos de combate. “Gostam de natação, de estudar, mas acima de tudo de praticar artes marciais. Além de kempo, que treinam na UDCAS, em Alverca, praticam no Pinhal Novo, com a equipa TTR/Spot, boxe, kickboxing e muay thai”, junta o progenitor.

Mais difícil é conseguir apoios, lamenta. Por isso, Marco Maia faz questão de deixar um agradecimento especial a um conjunto de patrocinadores que têm ajudado a dupla campeã: “Para alguns pode parecer pouco, para nós significam imenso os apoios do restaurante Estrela do Mar, da Adega ASL Tomé, do Stand ExempleCar, da JMVP, da RHP, da Gigantes Barber’s, da Dinamic Gym, da Martial Artsport, da Jacob suplementos, de O Mestre e da pastelaria Biscoito”, conclui.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -