23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Grupo cívico acusa Junta de Freguesia do Montijo de boicotar iniciativa

Grupo cívico acusa Junta de Freguesia do Montijo de boicotar iniciativa

Grupo cívico acusa Junta de Freguesia do Montijo de boicotar iniciativa

Fernando Caria diz que cancelamento da cedência do salão nobre para a realização de uma sessão de esclarecimento se deveu a falta de condições de segurança nas instalações

 

Um grupo cívico apartidário que havia marcado para o passado sábado, 27, uma sessão de esclarecimento sobre “a propagação da ideologia de género nas escolas” acusa a Junta da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro de boicotar a iniciativa.

- PUB -

Em causa está o facto de a autarquia ter cancelado a cedência do salão nobre para a realização da acção, pouco antes do seu início.

“Esta sala foi-nos concedida e, aproximadamente 30 minutos antes da hora marcada para nos abrirem a porta de entrada, cancelaram a disponibilização da sala, argumentando que havia um problema na casa-de-banho e que não haveria electricidade”, lamenta o grupo que, inconformado, não poupa críticas ao executivo da Junta.

“Contactámos directamente a funcionária responsável para informar que não iríamos necessitar da casa-de-banho e que estaríamos bem com luz natural. Acabaram por não aceitar a nossa proposta e nem sequer nos arranjaram uma alternativa. Acreditamos que esta acção foi de puro boicote, devido ao tema que íamos apresentar”, afirma ainda o grupo, que integra alguns professores.

- PUB -

Fernando Caria, presidente da Junta, diz que a autarquia foi obrigada a cancelar a cedência da sala por não estarem reunidas condições de segurança.

“Por motivos que nos são alheios e que também para nós estão a ser um enorme inconveniente, na sexta-feira foi verificado o agravamento de uma infiltração na casa-de-banho do 2.º andar, que originou na manhã de sábado [passado] um pequeno curto-circuito na instalação eléctrica nos pisos do edifício que são ocupados pela Junta de Freguesia, motivo pelo qual fomos forçados a cancelar em cima da hora a cedência da sala, pois não existiam condições adequadas e de segurança para a realização do evento”, justifica o autarca, ao mesmo tempo que lamenta o sucedido.

“Assim que tomámos conhecimento de toda esta situação, entrámos imediatamente em contacto com os organizadores do evento a explicar o sucedido, lamentando naturalmente todos os inconvenientes causados.”

- PUB -

A iniciativa, segundo a organização, acabou por ser realizada no exterior do edifício da Junta.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -