13 Maio 2024, Segunda-feira

- PUB -
Grândola antecipa época balnear com nadadores-salvadores em quatro praias

Grândola antecipa época balnear com nadadores-salvadores em quatro praias

Grândola antecipa época balnear com nadadores-salvadores em quatro praias

Praias Atlântica, Comporta, Carvalhal e Melides estão asseguradas desde dia 1 de Maio

Um total de oito nadadores-salvadores assegura, desde o início deste mês, a vigilância de quatro das 10 praias com Bandeira Azul do concelho de Grândola, onde a época balnear foi antecipada para segurança dos banhistas.

Em comunicado, a Câmara de Grândola explicou que, desde 1 de Maio, que a “vigilância com nadadores-salvadores está assegurada nas praias Atlântica, Comporta, Carvalhal e Melides”, podendo a medida vir a estender-se, a partir deste fim-de-semana, à praia do Pego.

Ricardo Costa, vereador daquela autarquia alentejana, explicou hoje à agência Lusa que esta “estratégia do município” prende-se com a necessidade de dar uma “resposta, ao nível da segurança balnear, mais alargada no tempo”.

“Nem toda a gente consegue tirar férias no Verão e, se alargarmos esse período, todos podem ter direito a férias e podem usufruir da praia”, disse o autarca, acrescentando que a decisão teve também em conta “o comportamento do mar e das pessoas” na costa portuguesa.

O número “de ocorrências e sinistros no mar, desde o início de Abril, fez com que os municípios se sentissem sensibilizados” para os eventuais perigos da falta de vigilância nas praias, fora da época balnear.

“No nosso caso, e porque tivemos essa possibilidade, em conjunto com os concessionários que estão a operar no nosso território, traçámos uma estratégia para quatro praias”, sendo a de Melides “gerida directamente” pela autarquia.

Desta forma, indicou, “foi possível antecipar a época balnear”, uma vez que existem “actores nesta frente de território bastante atentos a esta necessidade e disponíveis para assumirem os custos” desta medida.

“Esta antecipação de um mês [da época balnear] foi extremamente importante para dar resposta a esta nossa preocupação”, frisou.

Contactada pela Lusa, fonte da associação de nadadores-salvadores de Grândola Seagull Rescue indicou que, desde o início deste mês, estas quatro praias contam com a vigilância de oito operacionais, apoiados por “uma viatura 4×4 equipada com desfibrilhador automático externo, oxigénio e material para trauma”.

Questionado sobre a vigilância nas praias durante todo o ano, o vereador Ricardo Costa disse que o Governo “deve olhar” para esta questão “de uma forma global”.

“Não podemos exigir vigilância nas praias, durante três ou quatro meses, com pessoas certificadas e qualificadas para o efeito e, depois, dizemos às pessoas o resto do ano que não precisamos delas”, considerou.

E, tal como o presidente da Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores (FEPONS), o autarca defendeu a necessidade de “regular esta actividade no sentido de funcionar durante todo o ano”.

“Temos noção de que nem todos os nossos concessionários têm estrutura, de acordo com as regras, para garantir a regularidade desta prestação de serviços de segurança. É este enquadramento que tem de ser discutido para ser criada uma resposta nacional”, referiu.

Segundo a Câmara de Grândola, a época balnear nas 10 praias do concelho que ostentam Bandeira Azul inicia-se oficialmente no dia 1 de Junho e encerra a 31 de Outubro, apesar da antecipação da vigilância em quatro delas, este ano.

A associação Seagull Rescue precisou à Lusa que, estas 10 praias vão contar com um total aproximado de 40 nadadores-salvadores.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -