28 Janeiro 2022, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalGrândolaSuspeito de 26 anos detido em Grândola por coacção sexual de uma...

Suspeito de 26 anos detido em Grândola por coacção sexual de uma menor

Um homem, de 26 anos, foi detido hoje pela GNR, em Grândola, por alegadamente perseguir, importunar e coagir sexualmente uma menor, de 16 anos, revelou hoje aquela força de segurança.

- PUB -

O Comando Territorial de Setúbal da GNR, em comunicado, indica que o homem, detido por militares do Posto Territorial de Grândola, é suspeito de coação e importunação sexual e perseguição, devassa da vida privada e gravações de fotografias ilícitas de uma menor.

Na sequência de uma denúncia, os militares da Guarda apuraram que a vítima estava a ser “perseguida e coagida sexualmente pelo agressor”, adianta a GNR.

“A célere investigação permitiu deter o suspeito em flagrante, quando este marcou um encontro com a jovem, que foi ameaçada com a divulgação de fotos e vídeos com conteúdo de nudez e cariz sexual nas redes sociais, caso se recusasse a encontrar com ele”, explica aquela força de segurança.

- PUB -

No decorrer das diligências policiais foi ainda apreendido o telemóvel do suspeito.

Segundo a GNR, o detido foi constituído arguido e vai ser presente ainda hoje ao Tribunal Judicial de Grândola para primeiro interrogatório judicial e aplicação de eventuais medidas de coação.

No comunicado, a GNR relembra que, “ao partilhar imagens ou vídeos íntimos de cariz sexual através das redes sociais ou aplicações, estes podem vir a ser utilizados para extorquir dinheiro em troca da sua não divulgação”.

- PUB -

Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -