10 Dezembro 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalGrândolaEmpresário do Pinhal Novo encontrado morto e amarrado num condomínio de luxo

Empresário do Pinhal Novo encontrado morto e amarrado num condomínio de luxo

Constantino dos Santos, morto dentro de uma habitação, tinha vasto património imobiliário no concelho de Palmela

 

- PUB -

Constantino Fernandes dos Santos, com cerca de 70 anos, empresário do Pinhal Novo, foi encontrado morto dentro de uma habitação na noite de segunda-feira, em Tróia.

A GNR revelou que o corpo foi encontrado amarrado, num cenário de crime que está a ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ) de Setúbal.

O homem foi encontrado no interior de uma casa, no condomínio de luxo Tróia Atlantic Villas, concelho de Grândola, na noite de segunda-feira, disse à agência Lusa fonte do Comando-Geral da GNR.

- PUB -

As autoridades foram alertadas por amigos que se deslocaram à habitação depois de concluírem que algo se passava uma vez que Constantino Santos não lhes atendia o telefone. Segundo este relato, quando chegaram à casa, estes amigos encontraram as luzes acesas e os carros estacionados.

De acordo com a GNR, o alerta foi dado pelas 20h00 e os militares acabaram por encontrar o corpo do homem, que estava amarrado. No local terá sido encontrada uma faca que se suspeita ser a arma do crime.

O caso foi entregue à PJ, que “está a fazer diligências”, acrescentou a mesma fonte, do Comando-Geral da GNR.

- PUB -

O empresário tinha negócios há cerca de quatro décadas, sobretudo nos sectores imobiliário e da construção, com actividade conhecida principalmente no Pinhal Novo, onde residia com a família.

Além da casa familiar, uma vivenda de grandes dimensões na zona de Batudes, à entrada da vila, Constantino dos Santos era proprietário de outros imóveis na localidade, como um conjunto de casas devolutas na Rua Infante D. Henrique.

Conhecido como construtor civil, no Pinhal Novo, onde construiu alguns prédios, o empresário tinha terrenos e projectos para construção, mas há cerca de uma década que não construía. Estava sem actividade na construção civil desde 2010 e aguardava a viabilização de uma urbanização no Poceirão. Detinha um outro terreno, na zona do Intermarché do Pinhal Novo, a aguardar também por futuro projecto.

Com Lusa

Notícia actualizada às 17h59.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Militares da GNR raptados e agredidos na Costa da Caparica

Uma das vítimas sofreu ferimentos graves e está internada no Hospital Garcia de Orta. A PJ de Setúbal foi accionada e está a investigar o caso

Nova clínica da rede CUF abriu hoje portas no Montijo

Equipamento, construído de raiz, ocupa mais de 1 500 metros quadrados. Dá resposta a várias especialidades médicas e cirúrgicas

PSP apreende 8.500 petardos no Montijo

Autoridades informam que escola acusou o referido estabelecimento da venda de petardos a crianças
- PUB -