23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Escola Básica de Olhos de Água ganha sala multiusos sonhada pelos mais novos

Escola Básica de Olhos de Água ganha sala multiusos sonhada pelos mais novos

Escola Básica de Olhos de Água ganha sala multiusos sonhada pelos mais novos

Novo espaço, que resulta do projecto ‘Eu Participo Crianças’, foi ontem inaugurado. Investimento ascendeu a quase 60 mil euros

As crianças sonharam e a obra nasceu. Foi ontem inaugurada a sala multiusos na Escola Básica n.º 2 de Olhos de Água, em Lagoinha, concretizada pela Câmara Municipal de Palmela.

A nova “valência” representou um investimento de 59 mil e 392 euros e foi “criada na sequência de um pedido dos alunos, professoras e encarregados de educação que, no âmbito de uma assembleia do projecto ‘Eu Participo Crianças’, em 2022, apresentaram e fundamentaram a ideia”, lembra o município em nota de imprensa. O projecto, adianta, “foi debatido e aprovado, de forma unânime, numa nova assembleia realizada em Maio de 2023”.

- PUB -

Um antigo telheiro foi reconvertido num espaço coberto polivalente, de acordo com o projecto desenvolvido pelo município. E o recheio, que vai dotar a nova sala da melhor oferta, está ainda a ser fornecido. “Livros, jogos, puffs e outro equipamento necessário para a nova sala estão a ser disponibilizados não só pelo município como também pelas próprias famílias”, avança a edilidade.

O mais difícil, a obra, está de pé e a operação redundou num “espaço fantástico”, considerou Álvaro Balseiro Amaro, presidente da Câmara Municipal de Palmela, citado na mesma nota.

“Faz mais sentido fazer convosco e de acordo com as vossas expectativas”, disse o edil, durante a cerimónia de inauguração, para sublinhar que a forma como processo foi sonhado e concretizado “tem tudo a ver com os 50 Anos do 25 de Abril que se assinalam, com os princípios da participação e da cidadania”.

- PUB -

O líder do executivo municipal realçou ainda a importância de estabelecimentos de ensino como o de Olhos de Água. “É um erro se deixarmos fechar estas escolas”, alertou, numa crítica à substituição destas pelos grandes centros escolares. Até porque, explicou, é nestas escolas básicas que se encontra “a alma dos lugares e as tradições, tão importantes para a autoestima”. E, a terminar, Álvaro Amaro admitiu que este tipo de aposta é para ter continuidade sem demoras. “Se estão felizes, nós também e temos de começar a pensar já noutros projectos desta natureza”, frisou.

A cerimónia de inauguração do novo espaço ficou ainda marcada por apontamentos de folclore e leitura, apresentados pelas crianças no âmbito das actividades dinamizadas na escola.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -