9 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Cineteatro Vitória em Ermidas-Sado reabre após requalificação de 1,4M€

Cineteatro Vitória em Ermidas-Sado reabre após requalificação de 1,4M€

Cineteatro Vitória em Ermidas-Sado reabre após requalificação de 1,4M€

Município divulgou que as actividades que assinalam a inauguração, no sábado, arrancam às 16h30

 

O Cineteatro Vitória, em Ermidas-Sado, no concelho de Santiago do Cacém, vai reabrir ao público, no sábado, após obras de requalificação em que foram investidos 1,4 milhões de euros, revelou a câmara municipal.

O renovado equipamento cultural, encerrado desde os anos 80 do século XX, foi alvo de obras de requalificação graças a um acordo assinado, em 2019, entre o Município de Santiago do Cacém e o Grémio Ermidense 1.º de Agosto, para reabilitar este edifício emblemático daquela freguesia.

Em comunicado, a câmara municipal divulgou que as actividades que assinalam a inauguração, no sábado, arrancam às 16h30, com uma arruada pela vila de Ermidas-Sado com os Viv’AFolia, que termina no Cineteatro Vitória Artur de Sousa Pinto.

O programa inclui também a sessão oficial de inauguração, às 17h30, um momento musical, beberete e um concerto, às 21h30, da cantora Ana Bacalhau, acrescentou a autarquia.

Em Março do ano passado, numa visita ao cineteatro, o presidente do município, Álvaro Beijinha, explicou aos jornalistas que o edifício “foi cedido por um privado à associação Grémio”.

Esta “celebrou um protocolo com o município” para “recuperar este espaço e fazer a sua gestão e dinamização”, acrescentou então o autarca.

A empreitada, financiada por fundos comunitários, permitiu a criação de 234 lugares, incluindo cinco para pessoas com deficiência, assim como a construção de um balcão, camarins, salas para diversas actividades culturais e um anfiteatro no exterior.

O município será “o grande dinamizador da oferta cultural”, insistiu Álvaro Beijinha, referindo, contudo, que a câmara pretende que “o Grémio e outras associações da freguesia e toda a comunidade possam também ser um factor de dinamização” do espaço.

O novo Centro Cultural Multiusos de Ermidas-Sado, baptizado com o nome de Artur de Sousa Pinto, avô materno dos autores da doação, “vai ser um espaço de oferta cultural à população e esperamos que impulsione as gerações mais novas”, acrescentou o autarca, na visita realizada no ano passado.

Será “um espaço multicultural” onde poderão ser dinamizadas “diversas actividades” e “práticas sociais, artísticas e culturais locais”, indicou.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -