1 Fevereiro 2023, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroCâmara do Barreiro aprova orçamento recorde de 82,5 milhões de euros

Câmara do Barreiro aprova orçamento recorde de 82,5 milhões de euros

Plano para o próximo ano é continuar com investimentos em vários pontos do concelho

 

- PUB -

O município barreirense aprovou na última reunião do executivo, o orçamento municipal para o próximo ano, no valor de 82,5 milhões de euros, naquele que é considerado pelo presidente da autarquia, Frederico Rosa, como sendo “o maior alguma vez apresentado” e que inclui 16 milhões referentes aos Transportes Colectivos do Barreiro (TCB). De acordo com o autarca, o documento foi “fortemente influenciado pelas verbas do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), pela descentralização nas áreas da educação, saúde e acção social”, mas também “pelos restantes financiamentos externos, acordos de cooperação e financiamento com a administração central e pelos investimentos efectuados pelo próprio orçamento”.

As Grandes Opções do Plano e Orçamento para o ano de 2023, segundo a autarquia, pretendem dar continuidade “à política de investimentos que têm sido desenvolvidos ao longo dos últimos cinco anos” e para o ano que se avizinha, dando corpo “a todo o trabalho de planeamento efectuado que quer aproveitar a oportunidade dada pelo PRR para o desenvolvimento do concelho”.

A autarquia informa que, em traços gerais, o orçamento agora aprovado vai poder dar início ao projecto das comunidades desfavorecidas, com grande impacto na zona do Alto do Seixalinho, e permitir “avançar de forma definitiva” com a construção do novo centro de saúde naquela localidade do território, na área da Escavadeira, além da reabilitação do Bairro Alves Redol. Com a aprovação do documento, o executivo “vai ainda avançar com a requalificação da Caldeira Grande de Alburrica, concluir a empreitada do Armazém de Víveres, do Moinho de Maré Grande e a urbanização da Quinta das Canas.

- PUB -

“Ao nível da mobilidade do concelho, a rotunda da Miguel Bombarda com a Avenida do Bocage será uma realidade, assim como a construção da rotunda de Santo António da Charneca”, assegura a edilidade, acrescentando que em cima da mesa para concretização “está também a aquisição do Antigo Tribunal, do Teatro Cine e do edifício e espaço envolvente às instalações operacionais”, onde se espera concluir a transferência de todos os trabalhadores do antigo “Nicola”, dando por encerrado o problema e, simultaneamente, proporcionando “melhores condições [a] todos os trabalhadores operacionais”.

Frederico Rosa: “Temos consciência do muito que nos espera”

Frederico Rosa, presidente desta Câmara, diz ter “consciência do muito que nos espera e das responsabilidades que temos em mãos”. O autarca considera que o executivo por ele liderado tem dado provas na capacidade de concretização do trabalho realizado pelo território.

- PUB -

“Temos uma oportunidade definitiva de desenvolver o concelho, mas com empenho, dedicação e profissionalismo de todos – eleitos e trabalhadores da autarquia –, não a iremos desperdiçar”, assegurou, realçando que o Barreiro “merece que assim seja” e que o município “não pode e não irá parar”, garante.

A Câmara adianta que a aposta que tem vindo a ser realizada nas áreas da educação e cultura, desporto e associativismo, património cultural e turismo “é para continuar, assim como o foco na melhoria contínua da higiene urbana e na rede de águas e saneamento”, com o lançamento das bases necessárias para a construção de um novo furo no concelho.

Plano e Orçamento | Documento com acréscimo de 17 milhões justificado pelos investimentos ao abrigo do PRR

Em relação ao orçamento aprovado pela maioria socialista para o próximo ano, com os votos contra dos dois vereadores eleitos pela CDU, o documento representa agora um acréscimo de 17,6 milhões, justificado pelos diversos investimentos que terão luz verde ao abrigo do PRR.

Refira-se que no âmbito desta aprovação, o Imposto Municipal de Imóveis (IMI) foi fixado em 0,38%, um valor semelhante ao presente ano, sendo que a taxa para prédios urbanos poderá variar entre os 0,3% e os 0,45%, cabendo à Câmara fixar o valor entre este intervalo. O documento será agora debatido e votado na próxima Assembleia Municipal, que deverá ocorrer a meio do próximo mês de Dezembro.

Recorde-se que o Partido Socialista conquistou nas eleições Autárquicas de 2021
a maioria absoluta, tendo alcançado sete dos nove vereadores eleitos, com a CDU a eleger outros dois vereadores. Naquela assembleia, também os deputados eleitos pelo PS estão em maioria.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.
- PUB -