17 Maio 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroAssociação Barreiro Património Memória e Futuro promove mostra e colóquio

Associação Barreiro Património Memória e Futuro promove mostra e colóquio

Encontro com perita e exposição sobre peças contam história de bens ferroviários

 

- PUB -

A Associação Barreiro Património Memória e Futuro (ABPMF) promove no próximo dia 21, pelas 15h30, na Casa dos Ferroviários, situada na Rua Almirante Reis, a inauguração de uma exposição e colóquio sobre a história do caminho-de-ferro no concelho, que contará com a presença da especialista Deolinda Folgado e o apoio do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário.

A mostra vai reunir o espólio da associação, composto por materiais e peças, com vista a traduzir “parte da identidade da cidade” e parcelas da memória de muitos barreirenses. “A preservação destes materiais tem como finalidade manter presente esta identidade colectiva e salvaguardar a memória ferroviária”, num município que assumiu “um papel preponderante no desenvolvimento económico e social de toda a região sul e do próprio país”, afirma a associação.

De acordo com a ABPMF, a deslocação de passageiros por comboio, nesta região, representa ainda nos dias de hoje “um meio de transporte urbano de importância relevante, na ligação do Barreiro [a] Setúbal”, defendendo que esta actividade representa um pólo gerador de “emprego e dinamismo social” que “deve continuar e ser reforçada”, contribuindo para “a riqueza e desenvolvimento integral” desta zona. “Só desse modo pode contribuir para a riqueza e desenvolvimento integrado da região e do país”, afirma a entidade.

- PUB -

“Estas também são razões que nos levam a considerar o Património Ferroviário do Barreiro como um elemento estratégico de desenvolvimento económico, social e cultural que pode, decisivamente, concorrer, para manter vivo um povo, uma cidade, uma região”, acrescentam os elementos que promovem o encontro.

No âmbito da realização do evento, a organização da iniciativa defende “a salvaguarda da memória e da história representada por este conjunto, entre edificado e não edificado”, que “contribui para a atractividade” do município “em termos turísticos e de como, através dele, se pode contar a história completa desta actividade” a nível regional.

A associação acrescenta que “uma boa forma de preservar o património construído, mantendo-o longe de ambições imediatistas e/ou gula de interesses económicos especulativos, é conseguir a sua classificação patrimonial com valor nacional”, defende.

- PUB -

Recorda ainda ser “urgente, dado ao avançado estado de degradação, a classificação pendente da Direcção-Geral do Património Cultural (DGCP), da Estação Sul e Sueste do Barreiro-Mar, também conhecida por Estação Barreiro-Mar, primeira estação multimodal no país”, recorda.

A organização da iniciativa lembra ainda que o processo se encontra “em vias de classificação”, por publicação do anúncio publicitado em Fevereiro de 2018, tendo a mesma sublinhado que a Comboios de Portugal “intentou um recurso hierárquico na DGCP, o qual foi indeferido e, na sequência do mesmo, moveu uma acção administrativa em tribunal, questionando a legalidade da classificação do Património Ferroviário do Barreiro”, assegura.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -