22 Maio 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalBarreiroApresentação de biografia de Leal da Silva foi tarde de memórias para...

Apresentação de biografia de Leal da Silva foi tarde de memórias para auditório cheio

Obra da Fundação Amélia de Mello sobre figura da antiga CUF foi lançada no auditório da Biblioteca do Barreiro

 

- PUB -

O auditório Manuel Cabanas, na Biblioteca do Barreiro, acolheu na última quinta-feira o lançamento da biografia “José Miguel Leal da Silva: Entre Química e Minas”, da editora Guerra e Paz, com a chancela da Fundação Amélia de Mello.

Além do próprio, contou ainda com as presenças na sessão de apresentação do presidente da Câmara do Barreiro, Frederico Rosa, e da vereadora responsável pela pasta da Cultura, Sara Ferreira, além de João de Mello, presidente da Bondalti e do professor e gestor Miguel Pina e Cunha, responsável pelo posfácio do livro, pertencente à colecção “Histórias de Liderança”.

Presente esteve ainda a autora da obra, a jornalista e coordenadora de edições especiais na área de negócios, Maria João Alexandre, que se estreou na escrita de histórias de vida em 2018, com a publicação da biografia de Carlos de Abreu Faro, engenheiro químico nacional e criador do famoso sabão “Clarim” para o grupo CUF.

- PUB -

João de Mello lembra na obra que teve o prazer de trabalhar de perto e conviver com Leal da Silva, tempos que recorda terem ficado marcados por “gratas memórias”. O responsável lembra o seu contributo para “a grande revolução industrial que o Barreiro sofreu nas décadas de 60 e 70” e o contributo dado quando, em 1961, entrou nestas fábricas e assumiu responsabilidades “na concepção, construção e operação das fábricas de ácido sulfúrico”, que deram origem a novas unidades no local.

José Miguel Leal da Silva apresentou a sua obra nas instalações da Biblioteca do Barreiro

O responsável lembra ainda, neste livro, que Leal da Silva se destacou como um “homem dos sete instrumentos”, tendo participado, após a sua reforma, nas comemorações do centenário da Companhia União Fabril, no concelho, integrando a comissão organizadora.

“O país precisa de bons empresários e de boas empresas, porque apesar de haver boas escolas de gestão, não é possível haver boa gestão sem boas escolas na universidade, mas também no mundo empresarial”, defendeu João de Mello.

- PUB -

“Só a curiosidade nos faz querer aprender a evoluir e a mudar o mundo para melhor”, disse. O responsável lembrou que as boas sociedades precisam de “boas empresas e de bons líderes” e, com este terceiro volume “estamos a consegui-lo”, sublinhou.

José Leal da Silva, por sua vez, lembrou que as memórias que agora partilha no livro, demonstram que o “pensar grande” de Alfredo da Silva permitiu que Portugal não fosse um país “afastado da Europa, [abrindo] as portas a um considerável recrutamento” de mão-de-obra “qualificada e competente”.

O responsável saudou o lançamento da colecção, que junta “os homens e os livros” nestas “Histórias de Liderança”, que têm por missão “ajudar a compreender o percurso das organizações e da sua gestão em Portugal através das histórias de vida de alguns dos seus gestores”.

Com uma história de vida ligada àquela cidade e à CUF, recorde-se que Leal da Silva foi distinguido pelo município barreirense em 2005, com o galardão “Barreiro Reconhecido”, na categoria de Trabalho.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Piscina na urbanização dos Fidalguinhos está quase a sair do papel

Obra de 3,5 milhões de euros já tem projecto e concurso pode avançar ainda este ano. Futuro equipamento terá capacidade para cerca de 700...

Jovem sequestrado e violado em casa de banho da estação de comboios de Coina

Rapaz de 16 anos foi abusado por homem de 43. Violador está agora em prisão preventiva

Cidade perde rede de agentes com chegada da Transportes Metropolitanos de Lisboa

Rede com mais de uma dezena de estabelecimentos, construída pelos TST, desfeita com chegada de nova transportadora, prejudicando utilizadores mais velhos
- PUB -