19 Maio 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroPlantação de sete mil árvores incentiva população a reflorestar Mata da Machada

Plantação de sete mil árvores incentiva população a reflorestar Mata da Machada

Iniciativa envolveu dezenas de pessoas ao longo de quatro dias no “pulmão” verde do concelho

 

- PUB -

A Câmara do Barreiro, através do Centro de Educação Ambiental (CEA) da Mata da Machada e Sapal do Rio Coina, foi esta segunda-feira parceira de uma iniciativa de plantação de cerca de sete mil árvores no “pulmão” verde do município, numa acção organizada e levada a cabo pela Quercus e pelos CTT – Correios de Portugal, em resultado da iniciativa “Uma Árvore pela Floresta”.

Frederico Rosa, presidente da autarquia, agradeceu a acção de reflorestação promovida por ambas as entidades, mas também o trabalho desempenhado no terreno pela GNR, pelos Fuzileiros e Bombeiros do município, além de todos os barreirenses e da população de fora do concelho que “fazem deste o seu espaço de lazer”.

O autarca endereçou uma palavra especial a Nuno Banza, presidente do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), também ali presente e que, enquanto eleito na edilidade, desempenhou “um papel fundamental na sensibilização” da população para estas questões.

- PUB -

Após o inicio da acção, no último domingo, aos restantes participantes e voluntários na iniciativa, o edil barreirense pediu que dessem continuidade ao trabalho e que “passem a palavra que vale a pena visitar e cuidar, não só da nossa Mata da Machada, mas acima de tudo do Ambiente”.

Para Nuno Banza, presidente do referido instituto, “ninguém faz nada sozinho e este trabalho que está hoje a ser feito na Machada é a soma de muitos trabalhos e de muitas pessoas, nas Juntas de Freguesia, na Câmara, na Escola de Fuzileiros e na Marinha, que sempre deu um grande apoio ao trabalho aqui realizado”, também pelas escolas e empresas do concelho, e que têm “apoiado as actividades que têm decorrido ao longo dos anos”.

- PUB -

O responsável recordou que o CEA foi o primeiro projecto financiado pelo Fundo Florestal Permanente, logo após ter sido criado, e teve a particularidade de levar milhares de pessoas a passarem por esta mata nacional.

“Precisamos de mostrar às pessoas que a cidade que está aqui ao lado – que tem 80 mil habitantes e uma elevada densidade urbana –, tem aqui um espaço fantástico e que permite ser usufruído, apoiando aquilo que devemos estimular desde pequenos a toda a gente”, nomeadamente, “a ligação aos espaços naturais, com as árvores, com a natureza, com os animais e as plantas, com os cursos de água e com tudo aquilo que suporta a nossa vida com qualidade”, disse.

João Bento, CEO dos CTT – Correios de Portugal, por sua vez, lembrou aos presentes que “estamos aqui hoje para trabalhar e não para falar”. O responsável explicou que esta “é uma iniciativa que é certamente a mais simbólica e que desenvolvemos com a Quercus, desde a sua origem, que muito nos orgulha e que acrescenta uma dimensão de contributo real para a sustentabilidade do planeta, através da plantação das árvores”.

Na altura, João Bento realçou que o evento tem ainda uma dimensão social, dado envolver pessoas que em todo o país compram nas lojas dos CTT e também online, estas árvores autóctones, sendo este ano dedicado à cerejeira-brava, apesar do dia ter sido de plantação de sobreiros.

Uma floresta “mais resiliente”

Paula Cristina da Silva, da Quercus e coordenadora da campanha, começou por dar as boas-vindas a todos e lembrou que esta parceria acontece pelo oitavo ano, com a plantação de espécies de norte a sul de Portugal, “valorizando o que é a nossa floresta e o nosso ambiente”, bem como “uma floresta mais resiliente”.

A responsável lembrou que a plantação acontece em matas nacionais e em áreas protegidas. “Este é mais um ano, desta vez na Mata da Machada, onde sempre fomos bem acolhidos e demonstraram esta disponibilidade”, frisou.

Nos últimos dias, na Mata Nacional da Machada, situada em Vale de Zebro, frente à Escola de Fuzileiros, foram plantadas cerca de sete mil árvores, sendo que o seu cultivo “demonstra um compromisso da Quercus e dos CTT em mobilizar a sociedade para a importância da floresta e para a sua recuperação”.

Plantações População tem aderido em massa às iniciativas

Além da iniciativa “Reserva o Sábado”, que acontece todos os primeiros sábados de cada mês, Rui Pedro Pereira, vereador da Câmara do Barreiro responsável pela gestão do CEA, destaca a realização de outras actividades que têm como meta envolver a comunidade local e as escolas do município.

O autarca revelou a O SETUBALENSE que, no decorrer do mês de Março, terá lugar uma nova plantação. “Tem sido surpreendente como as pessoas têm aderido em massa”, caso desta acção que, embora estivesse prevista realizar ao longo de dois dias, teve que passar para quatro.

Em ano de seca, o vereador adiantou que, em conjunto com os bombeiros e o Serviço Municipal de Protecção Civil, “temos vindo a realizar algumas regas para tentar que estas árvores simplesmente não sejam jogadas à terra”. O objectivo, frisou, é que “venham a desenvolver-se”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -