19 Maio 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroFundação Amélia de Mello e Nova SBE lançam em Março biografia de...

Fundação Amélia de Mello e Nova SBE lançam em Março biografia de José Leal da Silva

Publicação faz parte da colecção “Histórias de Liderança” e está disponível desde esta terça-feira na rede livreira nacional e nas plataformas de ebooks

 

- PUB -

O Auditório Manuel Cabanas, na Biblioteca Municipal do Barreiro, acolhe a 10 de Março, pelas 17h00, a apresentação do livro “José Miguel Leal da Silva: Entre Química e Minas”, num evento promovido pela Fundação Amélia de Mello e a Nova School of Business & Economic (Nova SBE), com a chancela da editora Guerra e Paz.

A obra surge após o lançamento das biografias “Luís Barbosa: Um Gestor com Alma de Artista” e “Vístulo de Abreu: O Primeiro Gestor Moderno de Portugal” e contará com as presenças do presidente da Câmara do Barreiro, Frederico Rosa e do engenheiro Leal da Silva, além da autora da edição, a jornalista Maria João Alexandre, do presidente da Bondalti, João de Mello e do professor Miguel Pina e Cunha, entre outros responsáveis da Fundação, da Nova SBE e daquela editora.

Neste terceiro livro da colecção “Histórias de Liderança”, que dá a conhecer o percurso de grandes gestores portugueses, a escritora revela aos leitores a vida e obra de José Miguel Leal da Silva, engenheiro químico, professor e gestor, que revolucionou as técnicas de produção da Companhia União Fabril (CUF) do Barreiro, da qual foi director, tendo deixado “o seu legado nas indústrias química, mineira e metalúrgica”, possuindo igualmente uma licenciatura em Direito e um Mestrado em Antropologia.

- PUB -

Com prefácio de João de Mello e posfácio do também gestor Miguel Pina e Cunha, esta edição encontra-se disponível desde ontem [terça-feira] na rede livreira nacional e nas plataformas de comercialização de ebooks.

A biografia resulta de várias entrevistas e de uma vasta pesquisa, apresentando a história do engenheiro formado em Química Industrial, na Universidade do Porto, que dedicou a sua vida à indústria.

- PUB -

Já na infância e na sua adolescência “revelava a sua paixão por fábricas e amostras minerais”, quando brincava “às fábricas” e, mais tarde, ao explorar as minas situadas nos concelhos de Feira, Valongo e Gondomar.

O livro mostra-nos como o biografado deixou a sua marca nas indústrias química, mineira e metalúrgica, contribuindo para a evolução tecnológica da produção de adubos nas fábricas da CUF, para onde entrou em 1961 e da qual viria a ser responsável.

Posteriormente, na área de produção de ácido sulfúrico, a partir de pirites e de enxofre, desempenhou ainda várias funções de liderança, deixando a sua herança na transição das unidades de câmaras de chumbo para as fábricas de contacto.

Defensor de projectos entre a mina e a metalurgia

Tanto no grupo fundado pelo industrial português Alfredo da Silva como na Quimigal e na empresa mineira e metalúrgica do Alentejo, acompanhou o aproveitamento dos minérios e foi sempre defensor de projetos de coordenação entre a mina e a metalurgia.

“José Miguel Leal da Silva: Entre Química e Minas” é a terceira obra da referida colecção, que dá a conhecer “a vida daqueles que contribuíram para definir a natureza da gestão em Portugal, para memória futura, e cujos livros são fruto de pesquisa e de múltiplas entrevistas com os biografados e outras figuras que com eles conviveram”, juntando ainda um relevante acervo fotográfico.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -