20 Maio 2024, Segunda-feira

- PUB -
Assembleia de Freguesia do Samouco resolve renúncias de autarcas desentendidos

Assembleia de Freguesia do Samouco resolve renúncias de autarcas desentendidos

Assembleia de Freguesia do Samouco resolve renúncias de autarcas desentendidos

Presidente da Concelhia do PS Alcochete diz que este órgão político não alimenta situações de desentendimento entre autarcas

A Assembleia de Freguesia de Samouco vai reunir-se, em sessão extraordinária, no sexta-feira 10 de Maio, com ponto único de debate, “substituição do presidente e da secretária da Junta de Freguesia, por renúncia, com a eleição dos vogais do executivo da junta”. A sessão está marcada para as 21h00, no Salão da Junta de Freguesia.

Os autarcas a serem substituídos são Leonel Fina, presidente deste órgão do poder local, e da secretária Clara Vila Cova, ambos eleitos pelo Partido Socialista, que se desentenderam, entraram em conflito, e trocaram acusações sobre supostas ilegalidades e falta de confiança. A situação terminou a renunciarem ao mandato.

- PUB -

“Não conseguiram resolver as suas questões e produzir para a população”, comenta Maria de Fátima Soares, presidente da Concelhia do PS Alcochete. “Não iriamos alimentar uma situação em que as pessoas não conseguem entender-se, quando se chega a este ponto, o PS não pode apoiar”, disse, ontem, a O SETUBALENSE.

Ainda ontem, a Concelhia socialista emitiu um comunicado onde dá nota que “nos últimos tempos tem sido recorrente o agudizar de conflitos pessoais e troca de acusações entre o sr. presidente da Junta de Freguesia do Samouco e a sra. secretária do executivo”, ou seja, Leonel Fina e Clara Vila Cova.

O mesmo documento refere que foram “desenvolvidos todos os esforços necessários e possíveis” para que as divergências “fossem ultrapassadas” e colocassem em causa o “trabalho desenvolvido em prol da Vila do Samouco e a sua população”.

- PUB -

O comunicado assinado por Maria de Fátima Soares, assume mesmo que o entendimento entre as duas partes “não possui retorno” e, desta forma, entende a Concelhia do PS Alcochete que “a única solução praticável é a concordância com as solicitações de renúncia ao mandato apresentadas pelos dois autarcas”.

Um dos nomes apontados para substituir Leonel Fina é Joel Rodrigues, que actualmente tem as funções de tesoureiro.

O desentendimento entre os dois eleitos socialistas, num executivo de três elementos, levou a CDU de Alcochete, oposição na Junta do Samouco, a usar a sua rede do Facebook para dizer que os acontecimentos “envergonham a população”.

- PUB -

Diz a coligação comunista que tem alertado os socialistas “para os maus actos de gestão, para as más acções do senhor presidente da junta e restante executivo, para a falta de transparência e desconhecimento de diversos assuntos que cabem ao executivo saber e esclarecer quando questionados”.

Por tudo isto, resume que o resultado tem sido a “incompetência e inexperiência que a CDU sempre apontou a este executivo desde a campanha para as eleições autárquicas em 2021”.

Mas as acusações da CDU não se ficam por aqui, e apontam que o executivo “desrespeita o direito à greve dos funcionários da Junta de Freguesia do Samouco, passando pela execução de medidas sem terem sido apresentadas, discutidas e votadas em assembleia”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -