15 Abril 2024, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaMoradores e instituições locais vão marchar pela paz em bairros de Almada

Moradores e instituições locais vão marchar pela paz em bairros de Almada

Caminhada percorrerá as principais artérias dos bairros Cor de Rosa, Amarelo, Asilo 28 de Maio e Branco, no Pragal e Monte de Caparica

 

- PUB -

Uma caminhada pela “Paz no Bairro” irá percorrer, no sábado, vários bairros do concelho de Almada, para chamar a atenção para a necessidade de combater a violência e promover a cultura de paz junto da comunidade.

A iniciativa partiu do Grupo Comunitário Caparica-Pragal, de moradores e de algumas instituições locais, que querem promover a convivência harmoniosa nos bairros do Monte de Caparica e Pragal, no concelho de Almada.

O propósito, explicam os organizadores, é contribuir para uma comunidade mais segura, solidária e próspera, onde todos possam viver com dignidade e respeito.

- PUB -

A caminhada percorrerá as principais artérias dos bairros Cor de Rosa, Amarelo, Asilo 28 de Maio e Branco, no Pragal e Monte de Caparica.

Maria Leonor Silva, uma das organizadoras do evento, explicou em declarações à agência Lusa que a iniciativa pretende mostrar que a violência não tem lugar nem motivo para existir naquela comunidade.

“Moro há 40 anos num dos bairros e há boa gente como em qualquer lado”, disse.

- PUB -

Em Dezembro, duas pessoas morreram baleadas na sequência de um desacato no Bairro Branco no Monte da Caparica.

Deste tiroteio resultaram também outros sete feridos, tendo as autoridades montado um dispositivo de segurança no local para “evitar retaliações” e novos incidentes.

Foi na sequência deste incidente que o movimento, que já existe há cerca de dois anos, decidiu realizar a marcha pela paz.

Quem quiser comparecer, deve vestir uma peça de roupa branca na parte superior do corpo e usar uma fonte de luz (telemóvel, vela normal ou de luz).

Os organizadores também apelam a quem participar que leve um cartaz ou faixa com uma mensagem positiva, explicando que os bairros são espaços de convivência, onde pessoas de todas as idades se apoiam e se respeitam, independentemente das suas diferenças.

“Queremos paz, amor, carinho, solidariedade e amizade”, acrescentou Maria Leonor Silva.

- PUB -

Mais populares

José Mourinho: “Dá-me prazer que as pessoas conheçam as minhas origens”

Técnico sadino em Setúbal para gravar com a Adidas e “mostrar ao mundo” a cidade onde nasceu e cresceu

Desaparecido no mar esteve no sábado à pesca de choco no Sado

Ricardo Neves esteve no dia anterior à tragédia em embarcação turística. Mestre de embarcação critica quem se aventura na zona do naufrágio

Lisnave distribui mais de três milhões de euros pelos trabalhadores

Prémio é justificado com resultado obtido no ano passado, descrito o "melhor desempenho de sempre"
- PUB -