31 Janeiro 2023, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaCompanhia de Teatro de Almada programa 48 espectáculos para 2023

Companhia de Teatro de Almada programa 48 espectáculos para 2023

“Reinar Depois de Morrer” está em palco a 20 de Janeiro. Uma reposição sobre a tragédia de D. Pedro e Inês de Castro

- PUB -

No total vão ser 48 espectáculos, sendo que 14 são peças de teatro, às quais se juntam 13 dedicadas à infância. A programação da Companhia de Teatro de Almada (CTA) para 2023 foi apresentada na noite da passada sexta-feira e encheu por completo, inclusivamente com pessoas sentadas nas escadas, a sala do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada.

“O público de Almada é muito especial e ajuda a construir toda a programação teatral”, comentava Américo Rodrigues, director da Direcção-Geral das Artes, durante a apresentação do que vai passar pelo palco da cidade “A dinâmica da CTA mistura-se com a dinâmica deste teatro. É o que resulta de ter uma companhia de teatro a dirigir um teatro municipal”, acrescentou.

Com uma programação “enorme”, como classificou a vice-presidente da Câmara de Almada, Teodolinda Silveira, em que foram convidadas várias companhias do País, a agenda tem já para dia 20, e em palco do Teatro Municipal até 12 de Fevereiro, a reposição de “Reinar Depois de Morrer”, em que a CTA coopera com a Compañia Nacional de Teatro Clásico, de Madrid, para apresentar a peça clássica de Luis Vélez de Guevara (1579-1644), sobre a tragédia de D.Pedro e Inês de Castro.

- PUB -

“Um milagre teatral com uma força imensa, que culmina na cena necrófaga e aterradora do cadáver reinante, metáfora barroca e símbolo de uma justiça tardia e estéril”, comentava Rodrigo Francisco, director artístico da CTA.

A estrear a 14 de Abril, a sala experimental recebe “Music-hall”, com a CTA a abordar pela primeira vez o actor, encenador e dramaturgo francês Jean-Luc Lagarce (1957-1995), numa encenação de Rogério de Carvalho.

“Calvário”, um texto e encenação de Rodrigo Francisco criado com A Companhia de Teatro do Algarve, a estrear em 29 de Setembro, também na sala Experimental, é a outra criação destacada pelo director artístico da CTA.

- PUB -

A 20 de Outubro, na sala principal do Teatro Joaquim Benite, estreia-se “Schweik na Segunda Guerra Mundial”, uma criação em que a companhia anfitriã volta ao dramaturgo alemão Brecht (1898-1956), numa encenação de Nuno Carinhas, com direcção musical de Jeff Cohen.

Rodrigo Francisco define a peça a estrear em Outubro como “o pícaro recolector-de-cães-vadios-tornado-combatente, cujo riso — cáustico, indómito, amargo — é a única arma contra os déspotas que manejam a guerra à distância prudente das chancelarias”.

Em 2023, a programação do CTA irá também receber iniciativas promovidas pela Casa da Dança e pelo Festival de Música dos Capuchos.

Na apresentação, Rodrigo Francisco destacou o facto de o TMJB ter integrado, recentemente, a Rede de Teatros e Cineteatros Portugueses, considerando que “o investimento por parte do Estado central nesta programação vem acrescentar-lhe alcance internacional e consolidar a prática de acolhimento dos mais destacados criadores e intérpretes portugueses”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Sexta-feliz chega ao concelho para dar “mais tempo” aos funcionários

PartYard decidiu dar as tardes de sexta-feira aos trabalhadores para melhorar o seu rendimento

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado
- PUB -