1 Agosto 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Almada Município de Almada adere ao Movimento Unidos Contra o Desperdício

Município de Almada adere ao Movimento Unidos Contra o Desperdício

A proposta de adesão ao movimento de âmbito nacional foi aprovada por unanimidade dos eleitos

 

- PUB -

A Câmara de Almada vai aderir ao Movimento Unidos Contra o Desperdício, um movimento de âmbito nacional que tem por missão combater o desaproveitamento alimentar. Constituído a 29 de Setembro de 2020, por dez organizações, entre as quais o Banco Alimentar Contra a Fome, Refood e a Zero Desperdício, neste momento já soma cerca de 200 outras instituições e particulares.

A esse grupo cada vez mais alargado, do qual fazem também parte autarquias, vai juntar-se agora a Câmara Municipal de Almada, depois da proposta de adesão apresentada na reunião de câmara a 5 de Julho, ter sido aprovada por unanimidade dos eleitos.

“A adesão não implica esforço financeiro ao município, apenas empenho no trabalho de combate ao desperdício”, referiu a vereadora Teodolinda Silveira, que lembrou ter a câmara almadense, “neste mandato”, criado o Comissariado Municipal Para o Aproveitamento Alimentar, em articulação com Instituições Particulares de Solidariedade Social.

- PUB -

Entretanto, a 2 de Julho, no âmbito das jornadas de trabalho sobre o aproveitamento alimentar, a Câmara Municipal de Almada e o Comissariado Municipal para o Aproveitamento Alimentar, promoveram a sessão de discussão “A Transversalidade do Desperdício Alimentar”, que decorreu no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada.

Na abertura da sessão, a presidente da Câmara, Inês de Medeiros, realçou a “importância” da missão deste comissariado formado com o propósito de “sensibilizar os munícipes para o desperdício alimentar e incentivar hábitos de doação e voluntariado”, refere comunicado da autarquia que cita a autarca.

“Pensar em soluções de futuro para alcançar uma sociedade mais equilibrada, ambientalmente sustentável e mais equitativa”, afirmou ainda a autarca que apontou ser o não desperdício alimentar “uma questão de justiça social merecendo uma profunda reflexão”.

- PUB -

A sessão, que contou com a participação de representantes de vários departamentos da autarquia, e ainda do Serviço de Nutrição do Hospital Garcia de Orta, ReFood Almada e APPACDM Quinta dos Inglesinhos, “permitiu uma reflexão e partilha de estratégias, desafios, experiências e projectos no que concerne ao combate ao desperdício alimentar e à importância crescente de uma economia circular, consciente, solidária e sustentável”.

O encerramento esteve a cargo do presidente da Assembleia Municipal de Almada, José Joaquim Leitão, que reforçou a importância da discussão e acção, no que diz respeito ao não desperdício alimentar, defendendo que o propósito do Comissariado Municipal “é fundamental para os munícipes de Almada”.

- PUB -

Mais populares

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

“Quero fazer esta época o jogo de despedida para depois assumir o cargo de treinador”

“Não me ofereço aos clubes e não peço favores a ninguém, se tiver que treinar será onde me queiram e onde acreditem em mim”, refere Paulo Catarino

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -