1 Outubro 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalAlmadaMunicípio e Universidade Nova valorizam “Almada Velha”

Município e Universidade Nova valorizam “Almada Velha”

O município de Almada e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, em trabalho conjunto, estão a elaborar o projecto “Almada Velha”, o qual visa a valorização patrimonial do núcleo histórico urbano, nomeadamente através da sua devolução a fruição pública.

- PUB -

Este projecto está a ser elaborado por uma equipa multidisciplinar de arqueólogos da Câmara Municipal de Almada e investigadores e docentes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, e incide nos domínios da arqueologia medieval e moderna, arqueologia urbana, comunicação e valorização do património, estudos sobre cultura material e gestão de colecções arqueológicas.

Refere a autarquia que, com a elaboração deste projecto, “pretende-se valorizar” o património em “Almada Velha”, nomeadamente “através da sua devolução à fruição pública, consolidando, simultaneamente, as estruturas municipais relacionadas com esta área”.

No objectivo desta equipa está o “desenvolvimento de conteúdos e acções no domínio da educação patrimonial e da arqueologia pública e colaborativa”, incluindo a “criação e implantação de uma estratégia de valorização e divulgação do património”.

- PUB -

Trata-se de definir conteúdos para identificação dos espaços intervencionados nesta área, constituindo um possível circuito de visita, articular programas com os serviços educativos municipais – nomeadamente no domínio do ensino -, realização de exposições em zonas de maior circulação dos munícipes – com vista à atracção para as questões patrimoniais -, e criação de conteúdos para redes sociais.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Bombeira grávida de sete meses diz-se ‘injustamente dispensada’ de serviço

Autoridade para as Condições do Trabalho esteve no quartel da associação
- PUB -