20 Maio 2024, Segunda-feira

- PUB -
Orçamento da câmara de Alcochete para 2024 bate nos 31 milhões de euros

Orçamento da câmara de Alcochete para 2024 bate nos 31 milhões de euros

Orçamento da câmara de Alcochete para 2024 bate nos 31 milhões de euros

Para o próximo ano a verba estruturante à governação do concelho tem um reforço de quase 5 milhões de euros  

O orçamento municipal de Alcochete para 2024 considera um reforço financeiro, face a 2023, de 4.950.972 euros. Em termo globais, o valor total aprovado pela maioria socialista, com abstenção da CDU, na reunião pública da passada quarta-feira, 22 de Novembro, é de 31.097.537 euros

- PUB -

Segundo Fernando Pinto, presidente da Câmara Municipal de Alcochete, este reforço de verbas está relacionado com “as operações que integram o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), assim como os processos financeiros de descentralização de competências mormente nas áreas da educação e saúde”.

Considera o autarca que “o PRR assume um protagonismo vital”, e nele estão incluídas as Operações Integradas das Comunidades Desfavorecidas no Passil e o Programa 1.º Direito”.

Na intervenção precedente à votação do orçamento, Fernando Pinto realçou “a nova centralidade” que a autarquia está a “fazer no Passil”, a qual inclui a “implementação de saneamento básico e requalificação da rua do Aceiro, a construção do jardim de infância, a requalificação da escola básica, a requalificação do polidesportivo, a ampliação do centro comunitário e a completa requalificação do campo de futebol com a construção de um complexo desportivo, isto num investimento financiado superior a cinco milhões de euros”, enumerou.

- PUB -

Na apresentação do orçamento que “pretende ir ao encontro das expectativas dos cidadãos”, Fernando Pinto fez questão de realçar que a elaboração do mesmo surgiu “no contexto de uma política nacional, de incerteza e imprevisibilidade”, pelo que o mesmo está “orientado e sustentado numa estratégia bem delineada para o desenvolvimento do concelho e para promover o bem-estar da população”.

Ao mesmo tempo, fez questão de destacar que “ao longo do mandato anterior e dando continuidade no presente exercício temos conseguido, com muito esforço empenho e rigor, diminuir a dívida da autarquia, aumentar solidamente o investimento e reduzir substancialmente a carga fiscal”.

Salientou ainda que as prioridades da câmara municipal assentam na acção social e habitação, na educação, na higiene urbana e ambiente, na rede viária, nas infra-estruturas desportivas, nos edifícios municipais e na cultura e turismo.

- PUB -

O orçamento inclui ainda rubricas como o pagamento da segunda tranche referente à aquisição de uma viatura de combate a incêndios urbanos, o apoio às duas equipas de intervenção Permanente na corporação de bombeiros, execução da Estratégia Local de Habitação, implementação e desenvolvimento de diversas outras medidas e apoios no âmbito da acção social.

Na apresentação do documento, Fernando Pinto destacou também um conjunto de obras como a requalificação da rede viária municipal e o desenvolvimento da Operação Integrada Local – Bairro do Passil e outras nas freguesias do Samouco e São Francisco.

Sublinhou ainda o investimento em equipamentos, máquinas e viaturas operacionais, construção e reestruturação dos parques infantis e apoio ao movimento associativo, festas do concelho e bombeiros voluntários.

Embora aprovado pelo executivo municipal, este documento estratégico para a governação do concelho só entra em vigor após passar pelo voto da Assembleia Municipal de Alcochete.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -