29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalAlcocheteObras no Bairro da Coophabital prometem dar mais qualidade de vida ao...

Obras no Bairro da Coophabital prometem dar mais qualidade de vida ao espaço urbano

A obra incluída na Área de Reabilitação Urbana do Valbom vai criar zonas de lazer, espaços verdes e novo mobiliário urbano

 

- PUB -

As obras de requalificação dos espaços públicos do Bairro da Coophabital, em Alcochete, foram retomadas e, neste momento, estão a decorrer os trabalhos relativos às infra-estruturas na denominada Zona 1 da intervenção. A empreitada inclui a praceta do parque infantil, o espaço público entre as ruas Capitão Salgueiro Maia e da Cooperação e a área em terra batida junto ao Centro de Saúde de Alcochete.

A obra executada pela empresa Decoverdi – Plantas e Jardins, vai “criar zonas de estar e lazer, repavimentação, redefinição e aumento das zonas verdes, novo mobiliário urbano e plantação de árvores, definição de uma zona de polo artístico com áreas para colocação de estruturas para ateliês e criação de uma zona de anfiteatro informal”, refere comunicado da autarquia.

Será ainda “definida uma zona para um café esplanada, colocação de passadeiras de nível e acesso universal para garantir a segurança da população”.

- PUB -

Esta requalificação do espaço público “está inserida na Área de Reabilitação Urbana do Valbom, onde se integram fogos de habitação social, com uma área de 8 131,97 metros quadrados, e onde residem 606 famílias, num total de 1 556 pessoas”.

Com a intervenção “pretende-se reabilitar o espaço público envolvente, promovendo a sua articulação com os edifícios de habitações sociais e potenciar a melhoria integrada da atractividade e qualidade de vida da população e dotar o espaço de equipamentos destinados ao apoio a crianças, jovens e idosos, bem como a outras franjas da população com necessidades específicas”.

This slideshow requires JavaScript.

- PUB -

Outro objectivo passa por “fomentar o desenvolvimento do espaço de recreio como local de integração e aproximação da população residente”, e, ao mesmo tempo, fazer com que o edificado “se enquadre harmoniosamente no espaço verde, e dotar esta zona com áreas polivalentes, onde possam ser desenvolvidas diversas actividades culturais e artísticas.

Considerando o reinício da empreitada, no passado dia 18, esta deverá estar concluída no início de Maio, isto depois de ter passado por uma interrupção devido ao Tribunal de Contas ter mandado parar a obra. Uma matéria sobre a qual a Câmara de Alcochete recorreu e conseguiu que os trabalhos fossem retomados. Segundo a autarquia, “antes da pandemia, as obras com investimento superior a 350 mil euros necessitavam do visto do Tribunal de Contas, mas, actualmente, esse valor foi alterado para 750 mil euros”, com isto, a obra de 522 940 euros, pode recomeçar.

Com Maria Carolina Coelho

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Área Metropolitana de Lisboa assegura transporte rodovidário sadino até chegada da Carris Metropolitana

É necessário "dar continuidade às Autorizações Provisórias até a entrada do novo operador, de forma a evitar a ruptura dos serviços públicos de transporte rodoviário de passageiros no concelho de Setúbal"
- PUB -