6 Julho 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalAlcocheteFado ganha vida em Alcochete

Fado ganha vida em Alcochete

Bruno Chaveiro, António Pinto Basto, Sara Correia e Cláudia Pascoal, Ângelo Freire, Matilde Cid, Ricardo Ribeiro e Diego El Gavi são os artistas convidados

 

- PUB -

Alcochete vai ser, durante este fim-de-semana, a capital do fado. A canção portuguesa que foi declarada pela UNESCO Património Cultural Imaterial da Humanidade vai ganhar vida no núcleo histórico da vila, pela voz de oito nomes sonantes do panorama artístico, com vários espectáculos repartidos pelos largos S. João e António dos Santos Jorge.

A iniciativa, intitulada “Fado ConVida ’19”, arranca pelas 18h00 deste sábado com uma exposição subordinada à temática fadista, nos Paços do Concelho.

Os concertos iniciam-se pouco depois, a partir das 19h30, com a actuação de Bruno Chaveiro, no Largo de S. João. Segue-se António Pinto Basto, que actuará uma hora e meia mais tarde no Largo António Santos Jorge. O primeiro dos dois dias deste “Fado ConVida ’19” fecha com a subida ao palco, pelas 22h30, de Sara Correia, que convida Cláudia Pascoal a actuar, no Largo de S. João.

- PUB -

No domingo, 13, Ângelo Freire será o primeiro a apresentar-se ao público. A actuação está agendada para as 19h30, no Largo de S. João. Depois será a vez de Matilde Cid puxar pela voz, a partir das 21h00, no Largo António Santos Jorge. A última actuação agendada no programa estará a cargo de Ricardo Ribeiro, que convida a apresentar-se em palco Diego El Gavi, a partir das 22h30.

A iniciativa permitirá ainda a participação a fadistas da terra, estando prevista animação pela noite dentro.

 

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP deteve em flagrante homem a furtar catalisadores

Dono de uma das viaturas alertou a PSP, que conseguiu interceptar o indivíduo no local

Programa Festas Populares São Pedro Montijo 2022

Consulte o programa na íntegra das Festas Populares de São Pedro, que arrancam na terça-feira (28 de Junho)

Pastelaria Abrantes fecha portas a poucos meses de fazer cem anos [actualizada]

Setubalenses têm recorrido às redes sociais para manifestar tristeza com a notícia, por se tratar de um espaço histórico
- PUB -