27 Junho 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalAlcocheteDezenas na praia do Samouco alertam para perigos de aeroporto no Montijo

Dezenas na praia do Samouco alertam para perigos de aeroporto no Montijo

Participantes recolheram lixo e debateram mobilidade justa e ecológica

 

- PUB -

 

A praia fluvial do Samouco acolheu, na passada sexta-feira, o convívio intitulado “Terra-Aterra” que visou sensibilizar a população para as consequências da instalação do novo aeroporto na BA6, no Montijo. A iniciativa juntou dezenas de pessoas que participaram numa acção de recolha de lixo, pela manhã, e em actividades de lazer, durante a tarde, destacando-se uma conversa subordinada ao tema ‘Imaginando juntos novos caminhos: por uma mobilidade justa e ecológica’.

“Somos pessoas de vários grupos e abordagens, a tentar encontrar uma convergência para agir em relação a este modelo de desenvolvimento que passa pelo aumento da aviação, que é tão prejudicial para a saúde humana, para os ecossistemas locais, e mais amplamente provoca a catástrofe climática”, resumiu Luís Falcão, um dos activistas da campanha Aterra, que promoveu o encontro.

- PUB -

“Os impactos para a saúde estão estudados noutros aeroportos, como Heathrow, em Londres: afecta gravemente o desenvolvimento cognitivo nas crianças, o sono, contribui para acidentes cardiovasculares e depressão. O Montijo não tem nada a ganhar, só tem a sofrer com isto. Há ainda todo o trânsito rodoviário gerado”, acrescentou Hans Eickhoff, médico, membro da Rede para o Decrescimento, um dos grupos que participa na campanha Aterra.

A iniciativa contou com a participação de elementos ligados a vários grupos, como Stop Despejos, Plataforma Cívica Aeroporto BA6 – Montijo Não e Grupo de Acção e Intervenção Ambiental (GAIA), entre outros.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -