9 Agosto 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalProjecto “Dar ASAS” junta duas gerações diferentes no CRIBB

Projecto “Dar ASAS” junta duas gerações diferentes no CRIBB

O Centro dos Reformados e Idosos da Baixa da Banheira (CRIBB) realizou a primeira sessão de actividades de um novo projecto intergeracional, denominado de “Dar ASAS”. Este projecto resulta de uma parceria entre a instituição e a Escola Básica nº 6 da Baixa da Banheira.

Em conjunto, os utentes do Centro de Dia e as crianças do Jardim de Infância participaram num ateliê de expressão musical dinamizado pelo Maestro Rui Silva, responsável por outros projectos musicais da instituição, juntamente com a equipa de Animação Sociocultural do CRIBB.

- PUB -

Através da partilha de canções, de jogos musicais e outras dinâmicas de grupo, a coordenadora de Animação Sociocultural do CRIBB e também coordenadora do projecto, a psicóloga Cátia Nunes, considerou que, como estas actividades, “é possível promover o estreitamento de laços entre todos os participantes”.

Está iniciativa “dá ASAS a relações positivas de afecto, capazes de contribuírem para o aumento da auto-estima dos envolvidos, garantido a continuidade da identidade colectiva e a aceitação do outro e do eu com integridade, empatia e respeito”, explicou a coordenadora do projecto.

Segundo o presidente da direcção, José Capelo, “o sucesso alcançado em iniciativas anteriores realizadas com a Escola Básica fez com que houvesse a vontade de desenvolver novos projectos, como este, trabalhados em conjunto pelas duas entidades na procura de parcerias de interesse e proporcionando momentos que se traduzem numa mais-valia, quer para os mais jovens quer para os menos jovens”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -