8 Dezembro 2021, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalEleitos da Assembleia e da Câmara de Palmela já tomaram posse

Eleitos da Assembleia e da Câmara de Palmela já tomaram posse

Álvaro Amaro compromete-se a trabalhar com o mesmo empenho, apesar de ter perdido a maioria absoluta

- PUB -

Os eleitos para a Assembleia e para a Câmara Municipal de Palmela tomaram posse na noite da última quinta-feira. A cerimónia, realizada no Cineteatro São João, foi iniciada com uma actuação do Conservatório Regional de Palmela que homenageou os eleitos que cessaram mandatos, entre os quais Adília Candeias, ex-vice-presidente da câmara, que foi aplaudida de pé.
Para a Câmara Municipal foram empossados Álvaro Amaro (CDU), Adilo Costa (CDU), Fernanda Pésinho (CDU), Luís Calha (CDU), Raul Cristóvão (PS), Mara Rebelo (PS), Pedro Taleço (PS), Paulo Ribeiro (PSD/CDS-PP) e José Calado (Movimento Independente pela Mudança – MIM). A CDU continua a ser a força que governa Palmela, mas desta vez sem maioria absoluta, já que o movimento independente conquistou um lugar de vereador.
Dos 31 eleitos da Assembleia Municipal 15 são da CDU, nove do PS, três da coligação PSD/CDS, dois do MIM e dois do Bloco de Esquerda. Entre estes, 27 foram eleitos de forma directa e quatro por inerência ao cargo de presidente de junta de freguesia. Os presidentes de junta são António Mestre (CDU, Quinta do Anjo), Cecília Sousa (CDU, Marateca e Poceirão), Jorge Mares (PS, Palmela) e Manuel Lagarto (CDU, Pinhal Novo). Tal como a Câmara Municipal, também a Assembleia Municipal foi empossada sem maioria absoluta.
No contexto da maioria relativa, Álvaro Amaro, reeleito presidente da Câmara, referiu que este será “um quadro político diferente, mas não menos desafiante e estimulante, nem menos empenhado ou de menos entrega ao que são os meus compromissos para com os munícipes e o concelho de Palmela”. O autarca declarou “abertura para acolher propostas sérias que visem o desenvolvimento do nosso território nas suas cinco freguesias e o bem-estar das suas populações”. Álvaro Amaro apelou ainda à responsabilidade de quem foi eleito na construção de soluções e no “papel construtivo das oposições”.
Ana Teresa Vicente discursou e presidiu à cerimónia de tomada de posse enquanto presidente cessante da Assembleia Municipal de Palmela. No dia seguinte, sexta-feira, foi reeleita para o mesmo cargo durante a instalação da mesa, que decorreu na Biblioteca Municipal. Além de Ana Teresa Vicente (CDU), foram também reeleitos Carlos Caçoete (primeiro secretário) e Andreia Bento (segundo secretário).

- PUB -
- PUB -
[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Caso de gripe das aves detectado em Palmela

A DGAV lembrou que não existem evidências de que a gripe aviária seja transmitida para os humanos através do consumo de alimentos, como carne de aves de capoeira ou ovos

Águas de Moura subiu ao segundo lugar da tabela classificativa

Dos três da frente ninguém conseguiu ganhar e quem tirou partido disso foi a equipa orientada por Gonçalo Cruz que é agora vice-líder da competição.
- PUB -