19 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Triunfo arrancado a ferros em Serpa deixa Vitória no segundo lugar

Triunfo arrancado a ferros em Serpa deixa Vitória no segundo lugar

Triunfo arrancado a ferros em Serpa deixa Vitória no segundo lugar

Golo solitário de Tuga, aos 58 minutos, deu a vitória aos homens do Sado por 1-0, no Complexo Desportivo Manuel Baião

 

O Vitória conseguiu este domingo um triunfo arrancado a ferros, por 0-1, no reduto do Serpa. Com este resultado, alcançado na quarta jornada da série D do Campeonato de Portugal, os sadinos, que marcaram o golo do triunfo aos 58 minutos, por intermédio de Tuga, seguem no segundo posto da classificação, com nove pontos em quatro jogos.

- PUB -

O treinador José Pedro fez no Complexo Desportivo Manuel Baião, em Serpa, três alterações no onze em relação à última jornada. Lourenço Henriques regressou para o lugar de Samir Banjai, após cumprir castigo, enquanto Marouca e Tuga renderam Flavinho Júnior e Zequinha, respectivamente. Os sadinos jogaram com Riccardo Galli, Joel Monteiro, Lourenço Henriques, Tiago Duque, Gonçalo Maria, António Montez, Caleb, Mauro Antunes, Marouca, Diogo Sequeira e Tuga.

O conjunto orientado por José Pedro entrou forte na partida, em busca do golo, mas não teve a capacidade de criar perigo. A primeira situação de golo foi criada pelo Serpa, após uma arrancada pela direita, mas Eze ficou aquém na finalização. Foi preciso existir perigo de os caseiros para o conjunto de Setúbal conseguir criar uma oportunidade junto da baliza defendida por Afonso, mas foi incapaz de finalizar.

À passagem do minuto 14 existiu uma grande oportunidade para a equipa do Serpa, com o conjunto caseiro a atacar pelo lado esquerdo e a cruzar para o interior da área, mas a bola foi afastada, com o atleta do Serpa, Miranda, a rematar de forma colocada e a obrigar Galli a uma grande defesa.

- PUB -

Aos 20 minutos apareceu novo ataque da turma da casa, com a bola a ressaltar para a esquerda, sendo Candé a recuperar a bola na linha de fundo, de onde puxou para dentro e rematou para defesa fácil de Galli.

Apenas dois minutos passaram e chegou uma grande oportunidade de perigo para o Vitória FC. Foi através de uma jogada de insistência dos homens do Sado, que terminou com um cabeceamento de Lourenço, defendido sem dificuldades pelo guarda-redes do Serpa. O conjunto sadino insistiu e surgiu novo cabeceamento de Lourenço, após canto, mas desta feita a bola passou um pouco por cima da barra da baliza defendida pelo conjunto caseiro.

Aos 28 minutos foi a vez de Rodrigo arrancar pela esquerda, mas o cruzamento do atleta do Serpa saiu em vão, uma vez que que Candé não conseguiu alcançar o esférico. À passagem da meia-hora de jogo Caleb atacou pela direita e cruzou para um remate de Tuga, que só foi travado por uma gigante defesa de Afonso. O avançado sadino voltou a ficar muito perto do golo, aos 36 minutos, mas o defensor do Serpa cortou a bola em cima da linha de golo e impediu o primeiro tento da turma do Sado.

- PUB -

À chegada do intervalo, aos 42 minutos, o atacante do Serpa tentou o golo com um grande remate de meia distância, com a bola a ficar muito perto de atingir as redes defendidas por Galli.

A primeira parte acabou com muito perigo na área do Serpa. A bola ficou muito perto de atingir o fundo das redes caseiras após remate de Tuga, mas o lance terminou com uma falta ofensiva dos vitorianos.

No regresso dos balneários a defensiva sadina tremeu e ficou perto de sofrer, através uma jogada de perigo do Serpa a ser interrompida por Lourenço, criando canto para o conjunto de Serpa, que não beneficiou da oportunidade.

Aos 55 minutos uma grande jogada individual de Sequeira levou perigo, mas o remate do atleta que celebrou o seu aniversário ontem saiu por cima da baliza adversária.

Foi preciso esperar 58 minutos para ver o primeiro golo do jogo, graças à finalização de Tuga. O avançado dos sadinos concretizou e garantiu o único tento da partida, que deu a vitória ao Vitória FC.

Aos 66 minutos Eze esteve ainda muito perto do golo, com o cabeceamento do atacante a sair muito perto dos ferros sadinos.

Até ao final da partida o conjunto de Serpa esteve em superioridade, subindo no terreno, mas sem conseguir criar grandes oportunidades de perigo. Os pupilos de José Pedro bem podem agradecer a Tuga, o autor do único golo neste triunfo arrancado a ferros em Serpa.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -