23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
“Passar em primeiro lugar era importante para a confiança da equipa”

“Passar em primeiro lugar era importante para a confiança da equipa”

“Passar em primeiro lugar era importante para a confiança da equipa”

“Temos que olhar para nós e perceber que temos de melhorar”, alerta treinador José Pedro

 

 

- PUB -

A uma jornada do final da fase regular da série D do Campeonato de Portugal, o Vitória assegurou matematicamente o primeiro lugar da prova, após empatar no domingo (1-1) na recepção ao vizinho Fabril. Apesar de a exibição dos sadinos não ter sido a desejada, o treinador José Pedro salienta a importância de passar à ronda de subida como vencedor da série mais a Sul da competição.

“Já depois de termos há duas semanas garantido um lugar na fase de subida [após o 3-0 ao Juventude de Évora], conseguimos o feito de passar em primeiro lugar, que era importante para a confiança da equipa”, começou por dizer o técnico, de 45 anos, que, na antevisão ao encontro com o conjunto do concelho do Barreiro, já tinha afirmado que “passar em primeiro não é o mesmo que passar em segundo e que, por esse motivo, a equipa tinha essa ambição”.

O primeiro objectivo foi cumprido, mas o timoneiro dos sadinos alerta para a necessidade de a equipa não repetir os erros que a impediram de vencer anteontem. “Era importante para nós passarmos em primeiro lugar, mas não foi um jogo muito bem conseguido da nossa parte. Temos que olhar para nós e perceber que temos de melhorar”, disse após o 1-1 com os vizinhos do Barreiro.

- PUB -

Consciente de que que a fase de subida terá um grau de exigência superior, José Pedro quer que os seus jogadores tenham uma abordagem diferente aos duelos que vão travar. “Temos de ir para a segunda fase e não ter este tipo de abordagem. Confio muitíssimo neste grupo de trabalho e acredito que na segunda fase vamos dar uma resposta diferente do que tem sido estes últimos jogos”, disse em alusão às igualdades com o Oriental (3-3) e o Fabril (1-1).

Não obstante terem falhado o objectivo de regressar aos triunfos, os vitorianos, que na derradeira jornada da fase actual visitam o reduto de O Elvas, a 7 de Abril, estão de parabéns, vinca o técnico. “De qualquer forma, concretizámos o objectivo que ambicionávamos. Estamos de parabéns por isso, apesar de este não ter sido um jogo bem conseguido. Podíamos ter feito um pouco melhor”, reiterou.

Na partida em que Joca adiantou os setubalenses no marcador aos sete minutos e Ivan Reis repôs a igualdade para os fabrilistas, aos 66, José Pedro fez questão de deixar uma palavra de apreço para os adeptos que estiveram no Bonfim. “Foi o último jogo em nossa casa e quero agradecer, desde já, a presença do público que foi muito importante. Gostei de ver muita gente no estádio. Os nossos adeptos mereciam a vitória”.

- PUB -

O timoneiro dos sadinos não se tem cansado de repetir que os vitorianos têm sido, e vão continuar a ser, fundamentais na caminhada que a equipa está a realizar. “Em casa ou fora de portas, o Vitória leva sempre os seus fervorosos adeptos aos estádios. É bom jogar e treinar em clubes com esta dimensão e exigência. Sempre salientei a alma que há dentro do campo e nas bancadas”.

José Pedro vinca que além dos atletas e dos adeptos há muita gente a trabalhar para que no final da época o clube possa celebrar o regresso à Liga 3. “É importante envolver todas as pessoas que fazem parte deste projecto desde o início da temporada e alimentarmo-nos disso também para a segunda fase”, disse, acrescentando que vai ser importante dentro do campo ter essa força vinda de fora para se atingir o objectivo traçado”.

 

Joca: “Espero que seja o primeiro de muitos golos”

 

Na partida em que realizou o seu primeiro jogo como titular pelo Vitória, Joca estreou-se também nos golos com a camisola verde e branca. Após receber uma primorosa assistência de Caleb, o avançado desenvencilhou-se de três adversários e rematou colocado sem hipóteses para o 1-0 da sua equipa. Na hora de comentar o momento vivido, o atleta foi peremptório. “Como é óbvio, fico muito feliz por ter marcado o meu primeiro golo pelo Vitória. Espero que seja o primeiro de muitos”.

Contratado ao Varzim, da Liga 3, no passado mês de Janeiro, o avançado, de 31 anos, apenas lamentou o facto de a equipa não ter conseguido amealhar os três pontos, facto que não impediu os vitorianos de conquistarem o primeiro lugar da série D. “Foi um jogo muito disputado. Podíamos ter feito melhor, mas, mesmo assim, conseguimos o nosso objectivo de garantir o primeiro lugar nesta fase”.

Joca, atleta com forte ligação ao Amora, emblema em que fez toda a sua formação e onde actuou sempre até 2022/23, altura em que se mudou para a Póvoa de Varzim, fez o seu quarto jogo pelo Vitória desde que trocou o Varzim pelo Bonfim. Antes tinha sido suplente utilizado com o Imortal (triunfo, por 3-0), Lusitano de Évora (derrota, por 0-1) e Vasco da Gama da Vidigueira (empate, 0-0).

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -