23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Golaço de António Montez aos 90+5 minutos cimenta 1.º lugar dos sadinos

Golaço de António Montez aos 90+5 minutos cimenta 1.º lugar dos sadinos

Golaço de António Montez aos 90+5 minutos cimenta 1.º lugar dos sadinos

Golo do médio vitoriano teve origem numa assistência do reforço Paulo Lima

 

 

- PUB -

Na luta pela liderança da série D do Campeonato de Portugal, o Vitória levou este domingo a melhor sobre o Moncarapachense, 2.º classificado, ao vencer, por 1-0, na casa dos algarvios graças a um golaço do médio António Montez, aos 90+5 minutos. O triunfo no jogo grande da 16.ª jornada da prova permitiu aos sadinos cimentar a liderança e aumentar a vantagem pontual para os seus perseguidores mais diretos.

A partida realizada no Estádio Dr. António João Eusébio, em Moncarapacho, foi marcada pelo equilíbrio nos 90 minutos, mas foram os comandados de José Pedro que acabaram por ser premiados pelo facto de nunca terem deixado de procurar o golo que lhes desse os três pontos. Refira-se que o golo do atleta, de 22 anos, que chegou esta época ao Bonfim oriundo da BSAD, foi o primeiro que apontou ao serviço dos sadinos.

Em relação ao onze inicial, o conjunto setubalense entrou em campo com os mesmos jogadores que tinham ajudado a equipa a vencer o Real (2-0) na semana anterior. Já no banco de suplentes duas mudanças não passaram despercebidas: a presença do reforço Paulo Lima (ex-Sintrense), que acabou por fazer o seu primeiro jogo com a camisola vitoriana, bem como a ausência de Zequinha, jogador que não actua desde a derrota (2-1) com o Louletano, a 7 de Janeiro.

- PUB -

Na frente de ataque, o brasileiro Heliardo foi o homem tentou fazer mossa na defesa do Moncarapachense, ficando, logo aos três minutos, a escassos centímetros de inaugurar o marcador num remate que levou a bola a embater no poste da baliza defendida por Ayoub Allagui, guardião tunisino que viu a bola embater no ferro. Volvido um minutos, o mesmo atacante visou a baliza, desta vez, num remate à meia volta que errou o alvo.

As ameaças provocaram uma reacção na turma algarvia que, já depois de terem tido, aos 11 minutos, um golo invalidado colocaram em sobressalto a defensiva setubalense, aos 23, num lance em que o guarda-redes Tiago Neto teve de se aplicar para evitar males maiores. Com as jogadas a rondarem ambas as balizas de forma alternada, aos 27, foi a fez de Daniel Carvalho cruzar para o interior da área sem que nenhum colega chegasse à bola antes do número 1 dos algarvios.

O conjunto treinado por José Bizarro responde cinco minutos depois de bola parada. O guarda-redes, de 20 anos, Tiago Neto, apesar do remate ter sido traiçoeiro, resolveu a situação com uma defesa a dois tempos. Numa primeira parte muito dividida em que o jogo era disputado a meio-campo, foi o Vitória quem terminou por cima no primeiro tempo, conseguindo ficar perto do golo num remate que passou perto do poste esquerdo da baliza contrária.

- PUB -

Com o encontro empatado (0-0) e a precisar de ganhar para poder destronar o Vitória do 1.º lugar, o Moncarapachense foi a primeira equipa a criar perigo após o reatamento. Decorria o minuto 47 quando o jovem guardião dos setubalenses desviou para canto um remate que levava selo de golo. Três minutos depois foi a vez de o Vitória responder num pontapé de Diogo Sequeira que saiu ao lado da baliza do Moncarapachense, após excelente jogada de contra-ataque.

Aos 58, José Pedro efectuou a primeira alteração no onze, que viria a revelar-se crucial para o desfecho do encontro. O reforço Paulo Lima, que chegou a Setúbal depois de representar o Sintrense, entrou para o lugar de Daniel Carvalho, facto que contribuiu para que a equipa crescesse no jogo graças aos ascendente que os setubalenses passaram a ter no meio-campo.

Aos 68, os verdes e brancos, na sequência de um livre marcado na esquerda, remataram com perigo à baliza dos anfitriões, que também voltaram à carga em oportunidades que só não fizeram estragos na baliza vitoriana devido a mais duas boas intervenções de Tiago Neto, aos 72 e 75 minutos. De forma a intensificar a pressão sobre o adversário, José Pedro fez duas derradeiras substituições para refrescar o sector ofensivo.

As entradas de Tuga e João Marouca para os lugares de Diogo Sequeira e Caleb, aos 58 e 90+2, respectivamente, aumentaram o dinamismo na frente de ataque e fecharam os caminhos para a baliza de Tiago Neto na rectaguarda com a entrada de Samir Banjai para o lugar de Mauro Antunes.

Já depois das mexidas, o Vitória, que teve muitos adeptos a apoiar a equipa no Estádio Dr. António João Eusébio, cujo peão estava repleto com os vitorianos que se deslocaram a Moncarapacho, a equipa alcançou o tão desejado golo, aos 90+5 minutos. Após assistência do reforço Paulo Lima, António Montez recebeu a bola com o peito no interior da área e rematou colocado não dando hipóteses de defesa a Ayoub Allagui, garantindo os três pontos que reforçam a liderança dos setubalenses na competição.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -