23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Futebol feminino: Jorge Prazeres assumiu o comando técnico do Amora

Futebol feminino: Jorge Prazeres assumiu o comando técnico do Amora

Futebol feminino: Jorge Prazeres assumiu o comando técnico do Amora

Experiência trazida do futebol masculino poderá ser importante para colocar a equipa na rota das vitórias

 

 

- PUB -

Jorge Prazeres é o novo treinador da equipa sénior de futebol feminino do Amora Futebol Clube que se encontra a disputar a fase de apuramento do campeão da segunda divisão nacional, onde actualmente segue em quinto lugar com 9 pontos, menos 5 que Benfica “B”, menos 6 que Estoril e Sporting “B” e menos sete que V. Guimarães, mas com a esperança de poder recuperar para poder continuar a sonhar com a subida de divisão.

Jorge Prazeres vem desta forma substituir João Mugeiro que se encontrava no comando técnico da equipa desde a época passada na Liga BPI. Apesar da despromoção continuou à frente da equipa esta temporada na 2.ª Divisão Nacional, onde vinha a realizar trabalho positivo.

Com a sua saída ficou um vazio no comando técnico da equipa que agora acaba de ser preenchido com um técnico bastante experiente a nível do futebol masculino, que começou esta época no Desportivo Fabril e depois representou o Real (Massamá), no Campeonato de Portugal. Antes, havia treinado o Oriental Dragon, Sacavenense, Comércio Indústria, Sintrense, Pêro Pinheiro, Pinhalnovense, Vitória de Setúbal, Desportivo Portugal e Amora , na época de 2010/11, onde treinou os juvenis.

- PUB -

Jorge Prazeres, de 55 anos, que é pai de Joana Prazeres, ex-atleta do Amora (esta época sem clube), vai orientar pela primeira vez uma equipa de futebol feminino. Daniel Marques vai ser o treinador adjunto e Marcos Salvador o treinador de guarda-redes.

 

Tribunal dá razão ao clube no processo da Academia de Formação

- PUB -

 

 

“O Tribunal da Relação de Lisboa, em acordo datado de 14 de Dezembro de 2023, veio novamente dar razão ao Amora Futebol Clube, revogando em definitivo a Providência Cautelar interposta pela Friends & Company, a empresa que fazia a gestão do futebol de formação”, a informação foi avançada pelo clube em comunicação feita através das redes sociais.

 

No comunicado, o clube adianta que “está na altura de passar à ação e tornarmos a nossa Academia num lugar aprazível, com melhores condições, mais valências estruturais (balneários e bancada) e melhores recursos humanos ao serviço, entre outras melhorias possíveis e desejadas”.

 

Fazendo uma retrospectiva dos acontecimentos, o clube adianta que “na sequência das Assembleias Gerais do Amora Futebol Clube realizadas em 17.06.2023 e 29.08.2023, onde foram explicados aos sócios, os motivos da rescisão unilateral do protocolo entre o Amora FC e a Friends & Company (F&C), para a gestão do futebol de formação, a Direção do Amora Futebol Clube informa que o tribunal, após ouvir o clube, procedeu à revogação da decisão sobre uma Providência Cautelar inicialmente interposta pela F&C que, não concordando com a revogação, como é de seu direito, recorreu da decisão para o Tribunal da Relação de Lisboa que no acórdão datado de 14 de dezembro de 2023, veio novamente dar razão ao Amora Futebol Clube, revogando em definitivo a Providência Cautelar”.

 

“Os interesses do Amora Futebol Clube têm de estar sempre em primeiro lugar, e na sua defesa, teremos sempre de estar unidos, em torno de objetivos claros e transparentes”, refere o clube no comunicado.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -