13 Junho 2024, Quinta-feira

- PUB -
“Enquanto matematicamente for possível continuarei a acreditar neste grupo”

“Enquanto matematicamente for possível continuarei a acreditar neste grupo”

“Enquanto matematicamente for possível continuarei a acreditar neste grupo”

João Pereira, técnico do Amora, reconhece que esta é a pior fase da equipa mas adianta que ainda é possível disputar a subida de divisão através do segundo lugar

 

 

- PUB -

Depois de ter terminado a fase inicial da Liga 3 em primeiro lugar, o Amora segue agora, na segunda fase, em último lugar após a realização da terceira jornada, só com derrotas, a última sofrida no passado sábado em casa com o Lank Vilaverdense, por 2-0, num jogo em que a equipa não esteve ao nível daquilo que vinha sendo habitual.

No final do jogo com a equipa minhota, o treinador do Amora, João Pereira, a propósito da terceira derrota consecutiva da sua equipa, referiu o seguinte:

“Estamos tristes e desiludidos com o resultado. Não perdíamos na Medideira desde Janeiro. Nesta fase há efectivamente algo que está a faltar mas eu serei o primeiro a olhar para dentro para tentar perceber o que poderia ter feito melhor juntamente como os jogadores. Este é um grande grupo de homens e eu conheço-os bem. Cabe a todos nós e também à comunidade amorense olhar para dentro”.

- PUB -

“Esta é a pior fase que estamos a viver porque nunca tínhamos sofrido três derrotas seguidas. Eu encaro todos os momentos como uma oportunidade e, este, serve para ficar a saber quem está à minha volta e quem, de uma forma bem vincada, quer o bem do Amora. É isso que vai ficar claro a partir do dia de hoje”, referiu João Pereira que recusa atirar a toalha ao chão.

“Irei continuar a acreditar neste grupo enquanto matematicamente for possível e, neste momento, isso ainda é possível através do segundo lugar. Enquanto tiver forças e energia irei aparecer aqui e dar a cara todos os dias porque tenho este grupo no meu coração e tenho grande orgulho naquilo que está a ser construído. Mais uma vez, repito, sou o líder e terei que perceber o que tenho que fazer melhor”, acrescentou.

Ainda em relação ao jogo com o Lank Vilaverdense o treinador revelou que “apresentámos uma equipa com problemas físicos” e ao mesmo tempo deixou no ar uma questão algo pertinente. “Qual foi a vantagem de termos ficado em primeiro lugar? É esta a questão que deixo, e mais não posso dizer porque poderei ser castigado”.

- PUB -

João Pereira fez também questão de frisar que não é, nem nunca será “um treinador de desculpas” mas confessou que neste momento está “um pouco confuso” ao ponto de perceber “qual foi a vantagem de termos ficado em primeiro lugar”. Ainda assim referiu que “isto ficará escrito na história do clube que há 28 anos não tinha oportunidade de viver um momento como este”.

“É certo que não o estamos a viver da melhor maneira mas foi este grupo que nos trouxe até aqui e é este grupo que quer continuar a representar o clube e a defendê-lo da melhor maneira. Neste jogo não conseguimos, e estamos tristes, mas na próxima jornada cá estaremos de novo para continuar a representar condignamente o clube”, deixou vem vincado.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -