23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
“Conto com o apoio da fervorosa massa adepta sadina para levarmos o Vitória FC ao lugar que lhe pertence”

“Conto com o apoio da fervorosa massa adepta sadina para levarmos o Vitória FC ao lugar que lhe pertence”

“Conto com o apoio da fervorosa massa adepta sadina para levarmos o Vitória FC ao lugar que lhe pertence”

Técnico, de 48 anos, regressa a Portugal depois de ter treinado em 2021 no Uzbequistão

 

 

- PUB -

Micael Sequeira, ex-adjunto de Rúben Amorim no Sp. Braga em 2019/20, foi o eleito pela administração da SAD do Vitória para assumir o cargo de treinador da equipa principal na Liga 3. Aos 48 anos de idade, o novo timoneiro dos sadinos, que esteve em 2021 ao serviço do Lokomotiv Tashkent (Uzbequistão), fez questão de deixar uma mensagem aos adeptos no dia em que foi oficializado pelo clube.

“Grato e reconhecido por abraçar um clube histórico e com pergaminhos no futebol português. Conto com o apoio da fervorosa massa adepta sadina para levarmos o Vitória FC ao lugar que lhe pertence. Vitória!”, escreveu o treinador, que tem no currículo passagens pelo Valdevez, Desp. Aves, Famalicão, Trofense, Freamunde, Merelinense e o Al Nassr (Arábia Saudita), na sua conta do Instagram.

No sábado, momento em que o Vitória tornou pública a aquisição no novo homem do leme, foi destacado o trabalho feito por Micael Sequeira na promoção de jovens talentos. “Forte a potencializar jovens, gosta que as suas equipas se diferenciem pela união e trabalho, estando sempre muito próximo do plantel, características que o destacam e nos trazem a garantia de muitas vitórias”.

- PUB -

Recorde-se que a aposta na ‘cantera’ é uma das prioridades traçadas pelos sadinos, que foram buscar um homem cujo percurso no futebol tem uma forte ligação ao emblema bracarense. “Micael Sequeira conta com mais de 14 anos de ligação na estrutura do Sp. Braga, onde assumiu variadas funções como observador, treinador principal das camadas jovens, criador do Departamento de Alto Rendimento da Performance Desportiva e, finalmente, como braço direito de Ruben Amorim como treinador-adjunto”, lembra o Vitória.

O sucessor de Filipe Moreira no cargo de treinador do Vitória tinha já em Março revelado o desejo de regressar a Portugal em entrevista à RR. Depois da experiência nos uzbeques do Lokomotiv Tashkent, Micael Sequeira explicou que, nesta fase da carreira, preferiu colocar os argumentos financeiros em segundo plano. “Consegui resistir à tentação de continuar fora do país com contratos que, em termos monetários, são muito bons”.

Longe de imaginar que o Bonfim seria o seu destino, o novo treinador dos vitorianos disse ainda na altura que ambicionava integrar um projecto aliciante. “Cá estou à espera de uma boa oportunidade, de um bom projecto onde possa colocar em prática toda a experiência e tudo quanto tenho assimilado ao longo dos anos”, referiu em alusão ao percurso de 25 anos que leva no futebol.

- PUB -

O treinador é detentor de um vasto currículo, iniciado na época de 1997/98, ainda como observador do Sp Braga. Seria ainda treinador adjunto de várias equipas da formação do emblema minhoto, também com passagem pela equipa B, antes de em 2008/09 assumir a sua primeira experiência como treinador principal no Clube Atlético de Valdevez.

O percurso incluiria depois vários emblemas do futebol nacional, como o Desportivo das Aves, Trofense, Merelinense e Freamunde. Regressado ao Braga para ser adjunto e coordenador técnico – depois de uma passagem pelos sub-21 do Al Nassr (Arábia Saudita) – o treinador voltaria a partir, desta vez para o distante Uzbequistão. O próximo desafio, provavelmente o mais aliciante da sua carreira, será vivido no Vitória.

Bruno Sousa dirige futebol profissional

Na sexta-feira, véspera do anúncio da contratação de Micael Sequeira, os sadinos tinham já revelado que Bruno Sousa, de 37 anos, será o novo director de futebol profissional do Vitória, cargo que exerceu em 2021/22 no Marinhense, do Campeonato de Portugal. O dirigente é “especializado na identificação e valorização de jogadores, tem quase uma década de experiência em ‘scout’, análise e recrutamento de atletas”.

Nas características que levaram a SAD a recrutar Bruno Sousa para as suas fileiras são também destacadas outras mais-valias. “Muito forte em novas tecnologias, traz ao Vitória o conhecimento do futebol português em todas as suas vertentes. Na nota publicada na página oficial da Internet, os setubalenses, que têm como objectivo subir na próxima época à Liga 2, mostram-se optimistas.

“Com mais de 12 anos no dirigismo, estamos confiantes de que Bruno Sousa irá ajudar o Vitória a alcançar o sucesso”, escreveram na publicação de boas-vindas ao homem que vai dirigir o futebol profissional da equipa que vai em 2022/23 participar na Liga 3. Refira-se que além do Marinhense o passado do novo director desportivo conta com experiências no Pasteleira, Oliveirense, Salgueiros e Sobrado.~

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -