3 Março 2024, Domingo
- PUB -
InícioDesportoDupla vitoriana contribui para 4.º lugar de Cabo Verde na Taça...

Dupla vitoriana contribui para 4.º lugar de Cabo Verde na Taça das Nações Africanas

Selecção cabo-verdiana perdeu (28-35) com a Tunísia no jogo de atribuição do 3.º e 4.º lugar

 

- PUB -

 

Alexandre Pereira e Felisberto Landim, jogadores do Vitória, contribuíram para o 4.º lugar alcançado no sábado pela Seleção de andebol de Cabo Verde na Taça das Nações Africanas (CAN) da modalidade, que decorreu este mês de Janeiro no Egipto, país que conquistou o título de campeão. No jogo de atribuição do 3.º e 4.º lugar, os cabo-verdianos não evitaram a derrota (28-35) com a Tunísia.

O desaire em nada belisca a prestação de Cabo Verde, que tinha afastado Marrocos (31-22) nos quartos-de-final da 26.ª edição da CAN. Depois de afastarem os marroquinos e conseguirem o apuramento para as meias-finais da competição, a secção de andebol do Vitória fez questão de assinalar o momento felicitando a selecção nacional de Cabo Verde, que conta com os atletas do Vitória FC (Alexandre Pereira e Felisberto Landim), pelo êxito.

- PUB -

Nas meias-finais, o conjunto cabo-verdiano perdeu com a Argélia, por 32-26, resultado que deixou a equipa fora da final em que o anfitrião Egipto venceu os argelinos (29-21). Depois de uma fase de grupos 100 por cento vitoriosa – Ruanda (52-27), Zâmbia (45-13) e RD Congo (29-22) – a equipa de Jorge Rito fez o seu pior jogo diante da Argélia que foi superior em todo o encontro, chegou ao intervalo a vencer, por 16-8, e segurou a vantagem até final (32–26).

Cabo Verde, que é comandado desde Outubro último pelo português Jorge Rito, estará presente no próximo Campeonato do Mundo, agendado para 2025, que se realizará na Croácia, Dinamarca e Noruega. A cumprir a sua segunda temporada no Vitória, Alexandre Pereira, de 29 anos, acalenta a esperança de envergar a camisola de Cabo Verde na principal prova mundial de selecções.

Objectivo idêntico tem o pivô Felisberto Landim, de 31 anos, que, tal como o seu colega de clube e selecção cumpre a sua segunda época no Pavilhão Antoine Velge, recinto a que chegou depois de ter representado o Boa-Hora. Depois de terem ajudado Cabo Verde a terminar a Taça das Nações Africanas no 4.º posto, Alexandre Pereira e Felisberto Landim preparam-se para regressar às provas nacionais.

- PUB -

Sem jogar desde Dezembro do ano passado, o Vitória, actual último classificado do Campeonato Nacional Placard 1, entra sábado em acção na presente edição da Taça de Portugal no sábado, pelas 15 horas, dia em que vai defrontar nos 16 avos da competição o Dom Fuas AC, emblema da Nazaré que é, a par do São Bernardo, líder da Divisão de Honra (segundo escalão) da modalidade.

 

“Vitória lutará sempre até aos seus limites”

 

Depois de na época transacta, o Vitória ter concluído o Campeonato Nacional na 9.ª posição, 2023/24 está muito aquém do que os adeptos sadinos da modalidade desejavam. A última posição na tabela, com apenas um triunfo e um empate em 15 jogos disputados, reflecte bem as dificuldades existentes. Instado por O SETUBALENSE a fazer um ponto da situação, o presidente Carlos Silva começa por lembrar que “o Andebol, segunda modalidade do clube, vive na sua dependência dos apoios que se conseguem obter”.

O dirigente explica esse aspecto aliado a outros factores têm condicionado a equipa treinada por Luís Monteiro. “É importante transmitir, que, nesta época, mesmo com uma equipa reduzida, em termos de plantel, pelas razões mencionadas, as muitas lesões com gravidade que nos assolaram, principalmente nos atletas com mais preponderância pela sua experiência, sem menosprezar os restantes, impediram a sua utilização”.

Carlos Silva nomeia os casos de “João Ferreira (30 anos), João Gamboa (23), Gonçalo Valério (28) e, por último, Nuno Roque (36) como casos mais óbvios, considerando que “estes casos tiveram, obviamente, repercussões no desempenho e na classificação”. E acrescenta: “destes, ainda hoje João Ferreira e Gonçalo Valério continuam indisponíveis, tendo João Gamboa e Nuno Roque reiniciado recentemente os treinos”.

Depois de expor os condicionamentos que têm existido, o presidente dos vitorianos considera que os resultados e a posição que o clube seriam diferentes dos que se têm registado se todos os atletas tivessem disponíveis. “Creio, sinceramente, que se não fossem estas lesões estaríamos hoje, em termos classificativos, noutra posição. Nesta segunda volta, mesmo com todos estes imponderáveis e com as condições possíveis, o Vitória lutará sempre até aos seus limites”, afirma.

Refira-se que o próximo compromisso do andebol sénior masculino do Vitória será, depois do duelo de sábado (15:00), da Taça de Portugal, com o Dom Fuas, no Pavilhão Municipal da Nazaré, diante do líder Sporting, na próxima terça-feira (20:00). Nesse dia, os setubalenses defrontam os lisboetas, no Pavilhão Antoine Velge, em jogo em atraso da 14.ª jornada do Campeonato.

- PUB -

Mais populares

Homem encontrado morto em casa no centro de Setúbal [Actualizada]

Cadáver de José, de 66 anos, foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo para realizar autópsia

PJ investiga cadáver encontrado no interior de uma viatura em Setúbal

Populares alertaram as autoridades pelas 22h30. Homem, de 57 anos, terá morrido por causas naturais

Pedro Catarino já é goleador-mor dos sadinos na 1.ª Divisão da AF Setúbal

Com cinco golos no Vitória B, avançado do plantel principal volta a ser decisivo
- PUB -