3 Março 2024, Domingo
- PUB -
InícioDesporto“Sentimo-nos valorizados pelo que temos feito mas não nos assumimos como candidatos”

“Sentimo-nos valorizados pelo que temos feito mas não nos assumimos como candidatos”

Nuno Ferreira, técnico dos Pescadores diz que é impossível definir como objetivo a subida de divisão quando o clube apresenta um dos cinco orçamentos mais baixos do campeonato

 

- PUB -

Os Pescadores da Costa de Caparica estão a fazer um excelente campeonato e a prova disso é que neste momento, quando se aproxima o final da primeira volta, seguem na primeira posição com três pontos de vantagem sobre os segundos classificados, dispôem do ataque mais concretizador, uma das defesas menos batidas e têm o melhor marcador do campeonato.

 

Apesar do bom trabalho realizado e da qualidade do plantel, Nuno Ferreira, não assume a candidatira ao título mas também não esconde o desejo de o alcançar.

- PUB -

 

 

Os Pescadores seguem nesta altura em primeiro lugar. Era nesta posição que gostaria de terminar o campeonato?

- PUB -

 

Essa é possivelmente a pergunta de resposta mais acessível que tive que responder no decorrer deste meu percurso enquanto treinador. Não apenas eu, mas todos os jogadores e estrutura do clube gostariam de terminar o campeonato na posição em que estamos. Não há dúvidas! Assim como creio que todos os meus colegas e respetivos clubes, bem como os seus atletas, todos gostariam de terminar na posição que os Pescadores ocupam neste momento. Não é uma posição que esperaríamos ocupar durante tantas jornadas como acabou por acontecer até aqui, mas é garantidamente a posição onde gostaríamos de terminar.

 

 

Isso quer dizer que se assume como candidato?

Muito longe disso. Somos um clube humilde, com uma história ao nível dos bons e grandes clubes do nosso distrito. Não fugimos às nossas responsabilidades e temos uma honra enorme em defender a história, mas o nosso objetivo nunca foi subir de divisão. O clube tem tido um crescimento muito grande nos últimos 7 anos, altura em que claramente “bateu no fundo” e daí termos a plena consciência que é importante continuar a dar passos sustentáveis. É impossível definir como objetivo uma subida de divisão quando apresentamos um dos 5 orçamentos mais baixos do campeonato e quando treinamos 3 vezes por semana, duas delas em apenas meio campo. Sentimo-nos valorizados pelo desempenho que temos tido e o nosso sucesso prende-se com uma responsabilidade e compromisso muito grande por parte de todos; atletas, treinadores e direção. Todos temos feito para que o clube continue a crescer. Como disse, não fugimos às nossas responsabilidades e, se tivermos o privilégio e a competência de chegar perto do fim do campeonato na zona da tabela classificativa onde temos estado, não deixaremos garantidamente de lutar pelo título até ao último minuto, mas esse não é o objetivo do clube.

 

Quem considera que sejam os principais candidatos?

Este campeonato tem sido extremamente competitivo como já se previa ainda antes de começar. Havia 6/7 equipas com enorme competência para andarem nos primeiros lugares e neste momento, a duas jornadas do final da primeira volta, ainda tudo está em aberto. É verdade que há equipas com poucas ambições de chegar ao título pelos “tropeções” que já tiveram, mas acredito que ainda muito vai acontecer. Considero o Comércio Indústria e o Olimpico do Montijo os principais candidatos. Não apenas pela posição que ocupam, mas também pelo poderio dos seus plantéis, pela competência dos seus técnicos e pela capacidade das suas estruturas. Nós, apesar de sermos uma das equipas que maior surpresa tem vindo a causar até ao momento, não nos incluimos no lote dos principais candidatos.

 

Que análise faz à forma como o campeonato tem vindo a decorrer?

Tem sido um campeonato bastante competitivo com jogos extremamente equilibrados e com equipas mais abaixo da tabela a criarem dificuldades aos clubes que estão mais acima, retirando-lhes pontos. Nas últimas três jornadas o campeonato deu uma volta que não era expectável com alguns clubes a caírem um pouco além do que se esperava e outros tantos a surgirem numa corrida competitiva aos lugares mais próximos do topo. Assumo que tem sido um campeonato muito interessante de disputar, pela competitividade que se vive. Todas as equipas têm condições para pontuar em todos os jogos, tornando-os muito competitivos.

 

A equipa está a corresponder ao desejado ou está a superar as expectativas?

Quem trabalha com o afinco e dedicação dos nossos jogadores e quem se dedica como todos os envolvidos se dedicam, tem que acreditar sempre que podemos chegar longe. Felizmente é o que tem acontecido. Temos um plantel que transita maioritariamente das épocas anteriores, com alguns jogadores novos que vieram acrescentar qualidade. Mas a verdade é que estamos a atravessar uma fase muito positiva, vimos de cinco vitórias consecutivas, estamos a praticar um futebol que consideramos atrativo e vamos querer chegar mais longe. Acreditávamos que tínhamos condições para fazer uma época tranquila e é aquilo que temos estado a fazer. Creio que os nossos adeptos e os caparicanos estão bastante orgulhosos do que temos feito. Tudo faremos para que continue assim.

- PUB -

Mais populares

Homem encontrado morto em casa no centro de Setúbal [Actualizada]

Cadáver de José, de 66 anos, foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo para realizar autópsia

PJ investiga cadáver encontrado no interior de uma viatura em Setúbal

Populares alertaram as autoridades pelas 22h30. Homem, de 57 anos, terá morrido por causas naturais

Pedro Catarino já é goleador-mor dos sadinos na 1.ª Divisão da AF Setúbal

Com cinco golos no Vitória B, avançado do plantel principal volta a ser decisivo
- PUB -