8 Dezembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioDesportoSagrou-se campeão do mundo por Portugal mas não é português

Sagrou-se campeão do mundo por Portugal mas não é português

O Atlético Clube de Arrentela está orgulhoso do atleta que actuou ao mais alto nível no Campeonato do Mundo da ISKA que se disputou na Turquia.

 

- PUB -

 

Luís Santos, atleta da FTX Team MuayThay (Arrentela), em representação da selecção nacional, conquistou o título de Campeão do Mundo para Portugal mas não tem cartão de cidadão português. O atleta, de 22 anos, é brasileiro, está em Portugal desde criança mas ainda não conseguiu obter a dupla nacionalidade por questões de ordem burocrática.

“Se fosse jogador de futebol, em vez de atleta de Kickboxing, provavelmente já tinha a situação resolvida, mas não tem sido fácil. Vamos ver se agora depois do título conquistado a Federação Portuguesa de Kickboxing e Muay Thay consegue desbloquear o problema”, referiu Luís Santos que até considera engraçado o facto de ter uma nacionalidade e representar outra, sem ter documentação.

- PUB -

De realçar será também o facto do campeão mundial -75kgs da ISKA ter começado a praticar a modalidade por uma questão de defesa pessoal quando andava na escola, já em Portugal. “Quando era mais novo, talvez por ser brasileiro, sofria uma espécie de bullying e então decidi fazer desporto de combate, como autodefesa. O primeiro que fiz foi o Muay Thay, depois experimentei outros, mas como gostei mais de do Muay Thay foi este que continuei, e vou continuar a praticar”, contou Luís Santos.

“O título conquistado teve um grande significado para mim, foi uma honra poder representar um país que não é o meu e conseguir trazer a medalha de ouro”, realçou o atleta que no início de Junho já se havia sagrado vice-campeão do mundo de Muay Thay, na categoria sub-23, em Abu Dhabi, nos Emiratos Árabes Unidos.

Agora, no Campeonato do Mundo da ISKA, que se realizou na Turquia, depois de 3 duríssimos combates onde brilhou ao mais alto nível, Luís Santos confidenciou ao SETUBALENSE que “o mais difícil foi o segundo contra um marroquino muito mais experiente. Quando eu comecei a praticar Muay Thay e Kickboxing ele já competia a nível profissional. Foi um combate muito duro e muito difícil mas eu dei tudo o que tinha e consegui vencer”.

- PUB -

Luís Santos, regressado da Turquia há poucos dias, já regressou aos treinos no Atlético Clube de Arrentela onde Fábio Teixeira e os restantes elementos da FTX Team MuayThay vão trabalhando no sentido de se prepararem para as novas competições.

“Se tudo correr bem, a próxima prova em que irei participar será o campeonato europeu de Muay Thay que vai ser já no início do novo ano. É um campeonato onde ainda não tive oportunidade de participar mas o objectivo passa por conquistar igualmente a medalha de ouro para Portugal”, deixou bem vincado.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Militares da GNR raptados e agredidos na Costa da Caparica

Uma das vítimas sofreu ferimentos graves e está internada no Hospital Garcia de Orta. A PJ de Setúbal foi accionada e está a investigar o caso

Nova clínica da rede CUF abriu hoje portas no Montijo

Equipamento, construído de raiz, ocupa mais de 1 500 metros quadrados. Dá resposta a várias especialidades médicas e cirúrgicas

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -