29 Novembro 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioDesporto“Jogar em casa com 10 mil espectadores com as cores do Vitória...

“Jogar em casa com 10 mil espectadores com as cores do Vitória no estádio”

Sorteio da Taça de Portugal realiza-se hoje, pelas 16:15 horas

 

- PUB -

Cumprido no domingo o objectivo do apuramento para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal, depois do triunfo inequívoco, por 2-0, sobre o Paços de Ferreira, o Vitória conhece hoje o adversário da próxima fase da prova rainha. No sorteio, que tem início marcado para as 16:15 horas, estão presentes 32 clubes (10 equipas do escalão principal, oito da II Liga, seis da Liga 3 e oito do Campeonato de Portugal).

Após afastar o conjunto pacense, que compete na I Liga, o treinador Micael Sequeira foi rápido a formular o seu desejo para a próxima ronda. “Na próxima eliminatória desejo que joguemos em nossa casa, de preferência com o estádio com mais gente ainda e que se consiga ultrapassar a barreira dos 10 mil espetadores com as cores do Vitória”, disse na sala de imprensa do Estádio do Bonfim.

O técnico dos sadinos, que na antevisão ao confronto com o Paços de Ferreira tinha prometido um Vitória “corajoso e sem medo” no Bonfim, não escondeu a sua felicidade por as coisas terem corrido bem à equipa. “A estratégia passava por acreditar. Estávamos fortes, motivados e confiantes de que podíamos ganhar, não havia outro caminho. Na Taça de Portugal ou se ganha ou se está fora”, sublinhou.

- PUB -

Micael Sequeira falou ainda do que sentiu depois de ver consumado o objectivo de ganhar e continuar em prova. “A sensação é boa. Fico muito contente pelas pessoas que trabalham comigo diariamente. Fico feliz por ver os adeptos presentes novamente desta forma e com apoio incansável. Quando as coisas são assim, tudo fica mais fácil. Fico feliz pela cidade, o Vitória e, fundamentalmente, pelos jogadores”.

Sobre a forma como a equipa colocou em prática a estratégia que tinha sido delineada, o treinador frisa o bom desempenho dos seus pupilos nos 90 minutos. “Fizemos um excelente jogo, anulamos muito bem o jogo coletivo do Paços. Fomos muito fortes, prepararmos muito bem o jogo. Se tivéssemos perdido teríamos preparado o jogo da mesma forma. Defendemos bem e saímos muito bem no contra-ataque”.

Por tudo o que foi feito, Micael Sequeira não hesita em considerar que no cômputo geral a sua equipa foi superior e o êxito reflecte o trabalho que foi desenvolvido. “É uma vitória merecida para quem trabalha aqui diariamente. Agora é trabalhar para continuar nesta rota do sucesso”, disse não hesitando em dirigir o foco para o duelo que vão travar já no próximo sábado (15 horas), a contar para a 6.ª jornada da Liga 3.

- PUB -

Pela frente, os vitorianos vão ter o Oliveira do Hospital, conjunto beirão que também afastou no fim-de-semana um clube do escalão principal da Taça de Portugal (3-2 sobre o Rio Ave, após prolongamento). Na partida do Bonfim, os sadinos vão tentar dar sequência à boa fase que atravessam. “A equipa está a atravessar um bom momento e a crescer e a estratégia passava por isso. Agora, é descansar, festejar hoje e, a partir de amanhã, pensar no Oliveira do Hospital e ganhar”.

Na partida com o Oliveira do Hospital, actual oitavo classificado da Liga 3, os verdes e brancos vão tentar somar o quarto triunfo consecutivo na presente temporada. Antes da vitória de domingo sobre o Paços de Ferreira, a equipa tinha levado a melhor sobre o Vilar de Perdizes (4-0 em jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal) e o Moncarapachense (1-2 na 5.ª ronda do campeonato).

 

Varela: “Golo com sabor especial”

 

Logo no arranque da segunda parte do encontro com o Paços, José Varela fez o golo que inaugurou o marcador no Bonfim. Na hora de comentar o tento apontado, o atacante, de 25 anos, revelou que o golo teve “um sabor especial”, fazendo questão de partilhar o mérito com os seus colegas não escondendo o desejo de ir o mais longe possível. “A equipa está de parabéns e vai tentar continuar nesse caminho para podermos ir longe”.

Questionado sobre o adversário que gostaria de ter pela frente na 4.ª eliminatória da Taça de Portugal, José Varela prefere dizer que, independentemente do oponente que vai defrontar, interessa dar tudo em campo para tentar continuar a fazer história. “Todos os jogos começam zero a zero e, a partir daí, a história vai-se fazendo”, disse o jogador em declarações ao Canal 11 no final da partida.

José Varela, que leva dois golos na presente época (todos na Taça de Portugal), admitiu que a equipa iria celebrar a passagem à fase seguinte no final do jogo, mas assegurou que logo após a festa era hora de dirigir o foco para o duelo com o Oliveira do Hospital. “Vamos festejar um bocadinho no balneário e mais nada. Para a semana temos um jogo complicado e esse tem de ser o foco”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Cadáver de homem encontrado esta manhã na praia da Torre em Grândola

Corpo deu à costa no Carvalhal, havendo suspeitas de tratar-se de Manuel Arrábida, chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal desaparecido há sete dias

Acidente na A2 junto a Palmela faz um morto e dois feridos ligeiros

Colisão entre dois veículos ligeiros ocorreu ao quilómetro 24.9 da Autoestrada 2. Vítima mortal tinha 42 anos
- PUB -