16 Agosto 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioDesportoJorge Fernandez é o treinador da equipa de futebol sénior do Brejos...

Jorge Fernandez é o treinador da equipa de futebol sénior do Brejos de Azeitão para a nova época

“Há jogadores do Brejos de Azeitão que estão a ser assediados com promessas loucas e, como são jovens, ainda acreditam no Pai Natal”, lamenta o técnico  

 

- PUB -

 

Jorge Fernandez assumiu o comando técnico da equipa sénior do Brejos de Azeitão quando faltavam cinco jogos para a conclusão do campeonato distrital da 2.ª divisão. Inicialmente tinha sido convidado para outro escalão mas por força das circunstâncias acabou por assumir o comando técnico da equipa principal, fez um bom trabalho e a direcção do clube decidiu continuar a apostar nele para a nova temporada.

 

- PUB -

Em entrevista a O SETUBALENSE Jorge Fernandez, fez o balanço dos jogos realizados sob o seu comando e deixou algumas perspectivas sobre a nova temporada.

 

- PUB -

 

Que análise se pode fazer do trabalho realizado na parte final da competição?

Fui convidado inicialmente para treinar o escalão de Sub-22 mas com a desistência do Mister Cláudio Lapa foi-me pedido para assumir a equipa sénior até ao final da temporada e aceitei com agrado. O cenário que encontrei foi o de uma equipa desmotivada que vinha de sete jogos sem ganhar e se encontrava em 13.º lugar. A prioridade era recuperar psicologicamente os jogadores, sabendo eu que iríamos ter de seguida dois jogos complicadíssimos com a ADQC, que se encontrava em 4.º lugar, e com o Botafogo, 3.º classificado, mas o maior problema era a assiduidade aos treinos. Dos 31 jogadores inscritos só ficaram no clube 18 e só treinavam regularmente 13/14 jogadores e apenas com um guarda-redes a treinar porque desistiram muitos jogadores. A equipa técnica teve um trabalho titânico na recuperação psicológica do grupo, alterámos algumas rotinas que não eram admissíveis em seniores, e introduzimos novas variantes no treino, mas tivemos o cuidado de não fazer alterações muito significativas porque apanhámos o comboio em andamento, já nas últimas paragens. Os jogadores assimilaram bem os novos métodos e foram fantásticos quer nos treinos, quer nos jogos, e acabámos o campeonato em 9.º lugar. Fiquei com a sensação de saber a pouco, mas julgo que a equipa técnica e os jogadores fizeram um trabalho extraordinário de recuperação nos últimos 5 jogos.

 

Na próxima temporada vai continuar no comando técnico da equipa. Isso quer dizer que o projecto apresentado é interessante?

Como referi anteriormente fui convidado para os Sub-22, quem estava para assumir a equipa sénior era o treinador dos juniores, o Mister Nuno Gaio, mas não houve acordo e o mister saiu. Foi-me então endereçado o convite para continuar o bom trabalho desenvolvido e eu aceitei. Portanto, vou ser o treinador principal tendo como adjuntos o Fernando Rocha, o Tiago Brito e o José Manuel (ex-Barreirense) que vai ser o treinador de guarda-redes. A ideia passa por construir uma equipa competitiva para ir o mais longe possível, dentro dos orçamentos disponíveis, mas sem entrar em loucuras como fazem alguns clubes. Queremos ser essencialmente o mais honestos possíveis, não prometendo o que não se pode dar.

 

A nova temporada já está a ser preparada?

Sim. A direcção e a equipa técnica estão a trabalhar afincadamente na preparação da nova época que vai ter algumas mudanças significativas a nível interno (rouparia, equipamentos de treino, de jogo e muitas mais). A direcção está muito empenhada em que nada falte aos jogadores na próxima época

 

O plantel será constituído à base da juventude ou poderá incluir também alguns jogadores experientes?

Sempre fui um adepto ferrenho da formação. Observámos com muita atenção o percurso dos juniores e convidámos todos os de segundo ano para treinarem com os seniores para os podermos avaliar e tomar uma decisão final. Temos 14 nessa situação mas, como é óbvio, não os podemos integrar todos. Também já temos asseguradas contratações de muito valor futebolístico, casos de jogadores que representavam o Estrela da Amadora B, Cova da Piedade e Amora, entre outros. Mas espero ficar também com muitos jogadores da época passada porque têm muito valor e uma boa margem de progressão. Nesta altura, sabemos que alguns estão a ser assediados com promessas loucas e, como são jovens, ainda acreditam no Pai Natal. O mais grave é que há clubes sem escrúpulos que vêm para as redes sociais dizer que têm a bandeira da ética quando nem sabem o que isso significa, mas as atitudes ficam para quem as pratica. O pensamento da equipa técnica é fazer um misto de juventude e experiência mas com mais incidência na juventude.

 

Os objectivos já estão definidos?

Os objectivos são muito claros por parte da direcção. Fazer um campeonato tranquilo, garantir o máximo de condições aos jogadores dentro das suas possibilidades, e, se possível ganhar os jogos todos.

 

Há alguma mensagem que queira deixar?

Agradecer ao presidente António Cabaço e ao vice-presidente Soeiro por nos darem esta oportunidade e acreditarem no nosso trabalho e pelo empenho que estão a ter para criar condições mais favoráveis para os atletas e técnicos.

Comentários

- PUB -

Mais populares

PSP de Setúbal sem meios para se deslocar a atropelamento em frente à esquadra

Acidente na Avenida Luísa Tody fez uma vítima de 88 anos

Mulher morre em colisão entre dois veículos em Grândola

Uma colisão frontal entre dois veículos ligeiros na Estrada Nacional 261, no cruzamento do Carvalhal, provocou, esta tarde, um morto e dois feridos graves.

Discussão entre dono de restaurante e cliente termina com perseguição e tiros

Em causa está uma discussão entre o proprietário do restaurante e um cliente, que terá insultado a sua companheira.
- PUB -