27 Janeiro 2023, Sexta-feira
- PUB -
InícioDesportoJorge Fernandez é o treinador da equipa de futebol sénior do Brejos...

Jorge Fernandez é o treinador da equipa de futebol sénior do Brejos de Azeitão para a nova época

“Há jogadores do Brejos de Azeitão que estão a ser assediados com promessas loucas e, como são jovens, ainda acreditam no Pai Natal”, lamenta o técnico  

 

- PUB -

 

Jorge Fernandez assumiu o comando técnico da equipa sénior do Brejos de Azeitão quando faltavam cinco jogos para a conclusão do campeonato distrital da 2.ª divisão. Inicialmente tinha sido convidado para outro escalão mas por força das circunstâncias acabou por assumir o comando técnico da equipa principal, fez um bom trabalho e a direcção do clube decidiu continuar a apostar nele para a nova temporada.

 

- PUB -

Em entrevista a O SETUBALENSE Jorge Fernandez, fez o balanço dos jogos realizados sob o seu comando e deixou algumas perspectivas sobre a nova temporada.

 

- PUB -

 

Que análise se pode fazer do trabalho realizado na parte final da competição?

Fui convidado inicialmente para treinar o escalão de Sub-22 mas com a desistência do Mister Cláudio Lapa foi-me pedido para assumir a equipa sénior até ao final da temporada e aceitei com agrado. O cenário que encontrei foi o de uma equipa desmotivada que vinha de sete jogos sem ganhar e se encontrava em 13.º lugar. A prioridade era recuperar psicologicamente os jogadores, sabendo eu que iríamos ter de seguida dois jogos complicadíssimos com a ADQC, que se encontrava em 4.º lugar, e com o Botafogo, 3.º classificado, mas o maior problema era a assiduidade aos treinos. Dos 31 jogadores inscritos só ficaram no clube 18 e só treinavam regularmente 13/14 jogadores e apenas com um guarda-redes a treinar porque desistiram muitos jogadores. A equipa técnica teve um trabalho titânico na recuperação psicológica do grupo, alterámos algumas rotinas que não eram admissíveis em seniores, e introduzimos novas variantes no treino, mas tivemos o cuidado de não fazer alterações muito significativas porque apanhámos o comboio em andamento, já nas últimas paragens. Os jogadores assimilaram bem os novos métodos e foram fantásticos quer nos treinos, quer nos jogos, e acabámos o campeonato em 9.º lugar. Fiquei com a sensação de saber a pouco, mas julgo que a equipa técnica e os jogadores fizeram um trabalho extraordinário de recuperação nos últimos 5 jogos.

 

Na próxima temporada vai continuar no comando técnico da equipa. Isso quer dizer que o projecto apresentado é interessante?

Como referi anteriormente fui convidado para os Sub-22, quem estava para assumir a equipa sénior era o treinador dos juniores, o Mister Nuno Gaio, mas não houve acordo e o mister saiu. Foi-me então endereçado o convite para continuar o bom trabalho desenvolvido e eu aceitei. Portanto, vou ser o treinador principal tendo como adjuntos o Fernando Rocha, o Tiago Brito e o José Manuel (ex-Barreirense) que vai ser o treinador de guarda-redes. A ideia passa por construir uma equipa competitiva para ir o mais longe possível, dentro dos orçamentos disponíveis, mas sem entrar em loucuras como fazem alguns clubes. Queremos ser essencialmente o mais honestos possíveis, não prometendo o que não se pode dar.

 

A nova temporada já está a ser preparada?

Sim. A direcção e a equipa técnica estão a trabalhar afincadamente na preparação da nova época que vai ter algumas mudanças significativas a nível interno (rouparia, equipamentos de treino, de jogo e muitas mais). A direcção está muito empenhada em que nada falte aos jogadores na próxima época

 

O plantel será constituído à base da juventude ou poderá incluir também alguns jogadores experientes?

Sempre fui um adepto ferrenho da formação. Observámos com muita atenção o percurso dos juniores e convidámos todos os de segundo ano para treinarem com os seniores para os podermos avaliar e tomar uma decisão final. Temos 14 nessa situação mas, como é óbvio, não os podemos integrar todos. Também já temos asseguradas contratações de muito valor futebolístico, casos de jogadores que representavam o Estrela da Amadora B, Cova da Piedade e Amora, entre outros. Mas espero ficar também com muitos jogadores da época passada porque têm muito valor e uma boa margem de progressão. Nesta altura, sabemos que alguns estão a ser assediados com promessas loucas e, como são jovens, ainda acreditam no Pai Natal. O mais grave é que há clubes sem escrúpulos que vêm para as redes sociais dizer que têm a bandeira da ética quando nem sabem o que isso significa, mas as atitudes ficam para quem as pratica. O pensamento da equipa técnica é fazer um misto de juventude e experiência mas com mais incidência na juventude.

 

Os objectivos já estão definidos?

Os objectivos são muito claros por parte da direcção. Fazer um campeonato tranquilo, garantir o máximo de condições aos jogadores dentro das suas possibilidades, e, se possível ganhar os jogos todos.

 

Há alguma mensagem que queira deixar?

Agradecer ao presidente António Cabaço e ao vice-presidente Soeiro por nos darem esta oportunidade e acreditarem no nosso trabalho e pelo empenho que estão a ter para criar condições mais favoráveis para os atletas e técnicos.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Pai herói salva filha bebé de incêndio que destruiu habitação [actualizada]

Entrou em habitação em chamas e conseguiu resgatar a bebé. Sinistro destruiu o 1.º piso da habitação

Comando dos Bombeiros do Montijo repudia críticas sobre combate ao fogo de sexta-feira

Reacção surge na sequência de vídeos e comentários publicados nas redes sociais 

Sexta-feliz chega ao concelho para dar “mais tempo” aos funcionários

PartYard decidiu dar as tardes de sexta-feira aos trabalhadores para melhorar o seu rendimento
- PUB -