29 Junho 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioDesportoGoleador está a ser muito cobiçado mas ainda não decidiu o seu...

Goleador está a ser muito cobiçado mas ainda não decidiu o seu futuro

Jogador [que se sentia desiludido com o futebol] diz que foi graças ao treinador Gonçalo Cruz que recuperou a confiança e a vontade de jogar.

 

- PUB -

Tiago Rosário, jovem avançado, de 22 anos, foi o melhor marcador do Campeonato Distrital da 1.ª Divisão ao serviço do Águas de Moura.

Nos 36 jogos que efectuou marcou 27 golos, uma média de 0,75 golos por jogo, mais um que Ivan Reis (Desportivo Fabril) que marcou 26 em 30 jogos.

Esta foi de facto a melhor época na carreira do goleador que tem a ambição de se tornar profissional de futebol. No Águas de Moura foi sempre titular e falhou apenas um jogo no campeonato, por castigo.

- PUB -

Em determinado momento da competição marcou golos em cinco jogos e em dois deles fez dois hat-trikcs. Mas, para além disso importa dizer que ao longo do campeonato também bisou por sete vezes.

Natural de Setúbal, Tiago Rosário começou a praticar futebol no Grupo Desportivo “Os Amarelos” de onde transitou para o Vitória Futebol Clube. Ainda com idade de júnior ingressou na equipa sénior do Comércio Indústria na época de 2016 / 2017, passou depois pelo Pinhalnovense, voltou ao Comércio Indústria e na época que agora terminou ingressou no Águas de Moura, onde fez um campeonato espectacular.

Sendo um jogador muito cobiçado Tiago Rosário confirmou na conversa que teve connosco a existência de vários contactos mas adiantou que se encontra a analisar para tomar a melhor decisão para o seu futuro.

- PUB -

 

Chegaste ao fim do campeonato com 27 golos marcados. Foi a tua melhor época de sempre?

Sim, foi a minha melhor época de sempre mas não posso deixar de salientar a importância dos meus colegas de equipa e treinadores que mantiveram sempre a exigência alta comigo.

 

O Ivan Reis foi um forte opositor e tudo ficou decidido na última jornada no confronto entre os dois. Deve ter sido um despique interessante?

Foi importante durante o campeonato ter alguém que elevasse a fasquia e foi uma motivação extra para me superar todos os dias nos treinos e nos jogos.

 

No início do campeonato alguma vez pensaste que poderias vir a ser o melhor marcador?

Para dizer a verdade, nunca pensei nisso nem tinha isso como objectivo mas com o desenrolar da época as coisas foram evoluindo e passei a encarar isso como um objectivo pessoal.

 

Que razões encontras para a excelente temporada que fizeste e o que mudou em ti como jogador? 

O que mudou em mim como jogador foi a minha mentalidade, passei a ser uma pessoa mais madura e a encarar o jogo de outra maneira. Essa foi uma das principais razões assim como, o apoio, exigência e cobrança dos meus colegas e treinadores principalmente do Gonçalo Cruz. Antes desta época, sentia-me desiludido com o futebol e foi muito graças a ele que recuperei a minha confiança e a vontade de jogar.

 

Como é natural, deves ter recebido muitos convites para mudar de clube. Nesta altura já decidiste o teu futuro?

Sim, recebi algumas propostas mas ainda estou a analisar para tomar a melhor decisão para o meu futuro.

 

Para finalizar, até onde esperas chegar como jogador de futebol?

Tenho o objectivo de ser profissional de futebol e enquanto tiver 1% de possibilidade darei tudo de mim para o alcançar.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

Revolta no velório de Jéssica obriga à presença de bombeiros e polícia

Avó paterna e alguns populares revoltam-se com mãe da criança durante a cerimónia fúnebre
- PUB -